Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Morreu Mário Wilson

O “Velho Capitão” era uma figura incontornável do Benfica. Dentro de duas semanas faria 87 anos

Comentários

Mário Wilson com Eusébio, em 2000

Ana Baião

Partilhar

Mário Wilson, futebolista, treinador e selecionador nacional, morreu esta segunda-feira. A notícia foi dada pelo Benfica, clube a que tinha uma forte ligação, nas redes sociais. A 17 de outubro, o “Velho Capitão” faria 87 anos.

Nascido em Moçambique, aos 19 anos chegou a Lisboa. Deixou para trás o Desportivo Lourenço Marques (que representou por uma época) para vestir a camisola do Sporting entre 1949 e 1951. A seguir rumou até Coimbra, onde jogou quatro temporadas pela Académica.

É precisamente na Académica que começou a treinar. Passou pelo Vitória de Guimarães, Belenenses, Boavista, entre outros. Mas foi no Benfica que faz história. Logo na época de arranque tornou-se no primeiro treinador português a conquistar o campeonato nacional pelos encarnados. Voltou à Luz em 1979-80 e 1995-96.

Em 1980 teve uma passagem pela seleção nacional, tentando apurar a equipa para o Europeu de 1980, na Alemanha. O objetivo não foi conseguido.

No Alverca esteve pela última vez ao comando de uma equipa. Em 1999, abandonou o futebol.

“Um ser humano com um coração tão grande nunca nos devia deixar. Razão pela qual permanecerá sempre na nossa memória como um caso raro de entrega e paixão ao fenómeno desportivo. Pela sua humildade e disponibilidade para o próximo será sempre um exemplo”, lê-se na mensagem do presidente benfiquista, Luís Filipe Vieira, publicada no site oficial do clube.