Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Cuidado, Benfica: winter is coming

Daqui até ao ano novo há muitos e bons jogos que podem definir grande parte do futuro de Benfica, Sporting, FC Porto e Sp. Braga - tanto cá dentro como na Europa. E para provar como estas contas de inverno são complicadas, basta lembrar que no ano passado foi Lopetegui que virou o ano à frente

Lídia Paralta Gomes

CAUTELA! Benfica vai na frente do campeonato mas até 31 de dezembro muita coisa pode mudar: há jogos e mais jogos e um Clássico com o Sporting

Estela Silva/Lusa

Partilhar

Coloquem as luvas, vistam um sobretudo e agarrem uma palete de bebidas energéticas: o inverno está a chegar e daqui até à última semana de 2016 há uma verdadeira Guerra de Tronos a ser travada. FC Porto, Sporting, Benfica estão a entrar numa sequência infernal que pode chegar até aos 11 jogos em pouco mais de um mês - ainda assim há quem esteja pior, como o Liverpool que terá de fazer dois jogos em 48 horas - e onde muita coisa se pode decidir, nomeadamente na Europa e na Taça de Portugal.

No campeonato, há um dérbi à 13.ª jornada, ali entre o dia 10 e 11 de dezembro, e o Sp. Braga viaja até ao Dragão e a Alvalade, prometendo baralhar as contas dos grandes. O Benfica lidera, mas neste mês há muito ponto por distribuir, ainda que, no papel, as águias tenham o calendário mais simpático. Mas nada como o leitor decidir por si, com a ajuda de uma infografia que vai encontrar daqui a alguns uns parágrafos.

Benfica

Caso vença o Marítimo este fim de semana e garanta um lugar nos oitavos de final da Taça de Portugal, o Benfica terá 10 jogos até dia 28 de dezembro. Depois da Taça, a meio da próxima semana há uma viagem complicada a Istambul: o Benfica até lidera o Grupo B, com os mesmos 7 pontos do Nápoles, mas o Besiktas está ali à coca, com 6 pontos. Perder não é boa ideia até porque os italianos não deverão escorregar em casa frente ao Dínamo Kiev e na jornada seguinte, a 6 de dezembro, o Benfica recebe o Nápoles, jogo em que todas as contas se deverão definir.

Mas o momento de maior tensão para a equipa de Rui Vitória acontecerá no fim de semana de 10/11 de dezembro, com o dérbi de Lisboa: o Sporting desloca-se ao outro lado da 2ª circular.

De resto, neste período e para o campeonato, o Benfica joga ainda com Moreirense, Marítimo, Estoril e Rio Ave, duelos em que os encarnados, no papel, não vão escorregar.
Na Taça CTT, as águias não jogam na 1ª ronda, a 30 de novembro, ao contrário de Sporting e FC Porto, arrancando a competição apenas a 28 de dezembro.

Sporting

lusa

Os leões já estão nos oitavos de final, depois de terem eliminado os açorianos do Praiense na quinta-feira e por isso têm garantidos mais 10 jogos até à passagem de ano. Na Liga dos Campeões a coisa vai apertar e é já na terça-feira, com a receção ao Real Madrid. Uma derrota e... bye bye Champions.

Para o campeonato, o Sporting terá dois momentos que poderão definir muitas das aspirações ao título: o clássico na Luz à 13ª jornada e a receção ao Sp. Braga logo na semana seguinte. A meio da semana há Taça de Portugal e, dependendo do sorteio, até poderá haver mais um duelo complicado.

Na Liga, e além de Benfica e Sp. Braga, o Sporting joga com Boavista, V. Setúbal e Belenenses. Not bad.

No fim de novembro há novo momento capaz de causar baforadas de tensão: o Arouca volta a Alvalade, agora para a Taça CTT. Um jogo que não teria grande história não fosse o futebol português adorar resolver questiúnculas em túneis. O Sporting tem novo compromisso para a Taça da Liga a 28 de dezembro, desta vez frente ao Varzim.

FC Porto

reuters

Se o Sporting não tem um calendário agradável, o que dizer do FC Porto? Onze jogos, onze em pouco mais de um mês (vá, se se qualificarem para os oitavos de final da Taça), com o futuro na Champions a ter um capítulo importantíssimo na viagem a Copenhaga na terça-feira - lutar com o Copenhaga por um lugar na fase seguinte era algo que os dragões, provavelmente, não esperariam. Na liga milionária, o FC Porto recebe ainda o Leicester dia 7 de dezembro, num jogo que, das duas uma: ou é de vida ou de morte ou pode decidir quem passa em primeiro no grupo.

No campeonato, há um sempre palpitante FC Porto-Sp. Braga a 3 de dezembro, com os dragões a jogarem com adversários mais em conta nas restantes jornadas. A saber: Belenenses, Feirense, Chaves e Marítimo.

Na Taça CTT, e tal como o Sporting, há dois jogos para fazer: dia 30 de novembro frente ao Belenenses e dia 28 de dezembro contra o Feirense.

Sp. Braga

Os bracarenses seguem neste momento no 4º lugar do campeonato, a apenas 1 ponto de Sporting e FC Porto, e por isso mesmo têm o direito de aparecer aqui. Mas não só: ao jogarem no Dragão (dia 3 de dezembro) e em Alvalade (provavelmente a 17 ou 18 do mesmo mês), podem de repente ter um papel fundamental na definição de algumas contas no campeonato.

Estes 40 dias serão também essenciais para o Sp. Braga no que à Liga Europa diz respeito. Há jogo em Gent dia 24, que os minhotos não podem perder, até porque na última jornada a equipa de Peseiro recebe o Shakhtar (que ainda não perdeu pontos) e os belgas jogam com o Konyaspor (que ainda só ganhou um).

Campeões de inverno: têm peso?

Chegar ao fim do ano civil à frente do campeonato pode valer pouco nas contas finais, mas, admitam lá, comer as 12 passas em 1º lugar tem a sua importância, não tem? Quanto mais não seja psicológica. Ao ponto dos alemães, que tanto gostam de palavras compostas, terem uma expressão própria para isso: herbstmeister, que na verdade até quer dizer ‘campeão de outono’ em vez do ‘campeão de inverno’ que usamos em Portugal. Mas bem, a ideia é a mesma.

Olhando hoje para a tabela, o Benfica segue na frente do campeonato, com cinco pontos de vantagem para Sporting e FC Porto e seis para Sp. Braga. Faltam ainda cinco jornadas até à habitual paragem natalícia e, por isso, até à 15ª ronda muita coisa pode mudar. Mas por cá, ser o herbstmeister não tem sido sinónimo de sorrisos no final do ano.

Olhemos para os últimos cinco campeonatos. Apenas em dois eles o campeão de inverno era também o primeiro no final da época: o FC Porto em 2010/11, que chegou ao fim de dezembro já com 8 pontos de vantagem para o Benfica e em 2014/15 foi a vez dos encarnados não largarem a liderança, chegando ao Natal com 6 pontos de vantagem para o FC Porto.

Na última temporada, o FC Porto foi o campeão de inverno, o Sporting passou para a frente logo no início do ano, mas o sprint final do Benfica permitiu à equipa da Luz vencer a liga. Já em 2013/14 deu-se o dado curioso dos três grandes terem os mesmos pontos antes da paragem de Natal: o FC Porto era primeiro pela diferença de golos, mas no final o Benfica foi campeão. Em 2012/13, o Benfica passou as festividades na frente, mas o título foi para o FC Porto e em 2011/12, o cenário foi parecido, Benfica na frente no Natal, FC Porto campeão.