Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Jorge Jesus: "Para mim, ganhámos 4-0"

O treinador do Sporting está satisfeito com o resultado do jogo, mas não concorda com os dois golos que foram anulados

Expresso

Jorge Jesus está satisfeito com o rendimento do Sporting

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, ficou satisfeito com o resultado do jogo deste sábado à tarde contra o Vitória de Setúbal, que os leões venceram por 2-0, mas não tem dúvidas que os outros dois golos marcados durante a partida foram mal anulados.

"Não vou por à frente os dois golos que foram mal anulados, mas sim a qualidade do jogo e a grande primeira parte do Sporting. Isso é que é factual. Mas, para mim, o Sporting ganhou 4-0", disse à Sport TV no final do encontro.

E acrescenta que, mesmo mantendo um bom jogo, a decisão do árbitro sobre os golos anulados teve impacto nos jogadores. "Também ficam afetados, porque eles têm olhos na cara e sabem perfeitamente que o golo do Bas foi legal. Isto desmotivou um pouco. A gente para ganhar tem de começar a fazer cinco ou seis golos, se não, não sei...", comentou, dizendo ainda que os dois golos não validados foram "limpinhos".

Mas, tal como referido em cima, o que Jorge Jesus destaca mesmo é a qualidade da equipa. "Foi uma primeira grande parte do Sporting, fez dois golos com muita qualidade. Praticamente durante os 94 minutos a equipa do Vitória de Setúbal não nos arranjou problemas em termos defensivos e controlámos sempre bem a equipa do Vitória quando estava em posse de bola. Mas o registo do jogo é a primeira parte do Sporting".

Jesus realça ainda que a equipa se preparou bem porque sabiam que o Vitória "é uma equipa que defende bem e que já tinha tirado pontos ao Benfica e ao Porto". "Podiamos não ter tido esta qualidade, mas fomos muito fortes. Antes disto estavamos na luta e agora continuamos a estar na luta", acrescentou.

Questinado sobre o próximo jogo da liga, com o Benfica, no Estádio na Luz, Jesus disse apenas que antes disso está o jogo da Champions, com o Legia, da Polónia.

"O que me importa agora é que temos um jogo muito importante para a Champions e é nesse jogo que temos de nos focar, depois logo vemos", disse, acrescentando que no campeonato nacional "todos os jogos são decisivos desde a primeira jornada, mas na Champions é agora que é decisivo".

"Só falta um jogo e para defendermos a Liga Europa precisamos de ganhar ou empatar e é nesse foco que queremos estar no jogo na Polónia", concluiu.