Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

José Peseiro: “Fomos mantendo a capacidade de sofrimento até onde foi possível”

O treinador do Sporting de Braga, que perdeu o jogo deste sábado contra o FCP, não ficou feliz com o resultado, princilpalmente quando o golo da derrota surge aos 95 minutos. Mas não tem dúvidas que a equipa batalhou até ao fim

Expresso

HUGO DELGADO/LUSA

Partilhar

O treinador do Spoting de Braga, José Peseiro, diz que, apesar de terem perdido o jogo de sábado à noite com o FCP, que a sua equipa lurou até ao fim, mesmo com 10 jogadores.

"Ninguem pode sair satisfeirto quando perde. Há dois jogos, um jogo de onze contra onze e depois há um jogo com 10 em que tivemos de ser guerreiros e tivemos que sacrificar e trabalhar muito, mas sem conseguir manter a bola como gostaríamos, contra um Porto que é bom como sabemos, um Porto que nos foi empurrando", disse à Sport TV no final do encontro.

"É uma vitória justa e temos de assumir. O porto criou várias situações de golo e nós fomos mantendo até onde foi possivel a capacidade de sofrimenrto. Infelizmente sofremos o golo aos 95 minutos, é pena, não levámos o ponto, mas temos que reconhecer que o porto foi superior e criou mais oportunidades de golo e que nos fizémos o que poderiamos com dez jogadores", acrescentou.

E concluiu: "Foi um sacrificio impressionante dos meus jogadores mas que não deu frutos, a poucos minutos do fim".