Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Sabia que?

O ex-árbitro Duarte Gomes abre o jogo para os textos que irá escrever durante 18 semanas consecutivas, nos quais explicará, uma a uma, as 17 Leis do Jogo - mais uma, a do bom senso

Duarte Gomes

Partilhar

A partir da próxima semana, terei o prazer de trazer à Tribuna/Expresso dezassete rubricas semanais sobre as Leis de Jogo.

A ideia não é fazer uma explicação exaustiva, maçuda e teórica sobre as regras que regem o jogo dos jogos. Não é também seguir, letra a letra, as especificidades de cada uma. Nada disso.

O que se pretende é que o caro leitor mergulhe, da forma leve, descontraída e simples, no mundo escrito que rege o futebol.

Há muitas coisas que conhece, mas estamos certos que haverá muitas outras que nunca ouviu falar.

Desde logo, a ideia que fundamenta a criação dessas rubricas e que reforçámos no início desta crónica: sabia que são mesmo dezassete as leis que compõem as regras do desporto-rei? E sabia que, a 'décima oitava', que só existe na prática, longe dos livros, é a mais importante de todas?

Guardamos tudo isso para a próxima semana. Por hoje e só para vos aguçar o apetite, fiquem com algumas curiosidades sobre a origem de tudo isto.

Por exemplo:

1. Sabia que o IFAB (órgão universal que compila e altera as leis de jogo), foi criado em 1886, na sequência de uma reunião entre representantes da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte? Sim. Todos britânicos. O futebol fala inglês.

2. Sabia que a FIFA apenas nasceu em 1904 e só anos mais tarde reconheceu o IFAB como criador universal das regras?

3. Sabia que o primeiro penálti da história foi assinalado em 1891 e que, até 1902, podia ser executado em qualquer ponto da linha, a 11 metros da baliza?

4. Sabia que os guarda-redes só foram obrigados a tocar a bola com as mãos na sua área a partir de 1912 e que essa medida contribuiu para um aumento exponencial do número de golos?

É, de facto, um jogo rico em história, em acontecimentos marcantes e que evoluiu muito desde o seu nascimento até aos dias de hoje.

Pode e deve evoluir mais, muito mais no futuro.

Na primeira rubrica, abordaremos a Lei 1. Sabe qual é? Faz alguma ideia?Então vá. Faça o seu trabalho de casa. Nós faremos o nosso. Vemo-nos em breve.

Um ano feliz para todos.

Partilhar