Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

PSP desmente reforço da segurança aos árbitros

Fonte oficial da PSP garante que, para já, não está prevista qualquer alteração ou reforço do plano de segurança aos árbitros da I Liga. Reunião desta tarde com responsáveis da FPF servirá para tirar dúvidas e avaliar o que tem sido noticiado

Alexandra Simões de Abreu

MIGUEL RIOPA/Getty

Partilhar

Avaliação. Sem saber “exatamente o que é verdade ou não, a PSP não vai alterar o plano de segurança” que tem traçado para os árbitros da I Liga e que “já inclui acompanhamento por uma equipa de segurança”, avançou à Tribuna Expresso fonte oficial da policia. Por isso, a reunião com os responsáveis da Federação de Futebol (FPF), que está marcada para esta tarde, será fundamental para “tirar dúvidas e tentar perceber os contornos de tudo o que tem sido lançado cá para fora”, acrescenta.

Só depois de avaliar a situação é que a PSP vai decidir se tem de reforçar meios ou alterar planos, mas “qualquer decisao que seja tomada, não será comentada publicamente, mesmo que alguém cometa uma inconfidência”, garante a mesma fonte.

As queixas e as ameças aos árbitros portugueses subiram de tom durante esta semana, sobretudo por parte de clubes como Sporting e FC Porto, que se dizem continuamente prejudicados pelas arbitragens. Artur Soares Dias, juiz nomeado para o encontro deste fim de semana, entre o FC Porto e o Paços de Ferreira, apresentou queixa contra desconhecidos depois de alegadamente ter sido ameaçado de morte por membros da claque Super Dragões, do FC Porto.

De acordo com a Rádio Renascença adeptos portistas deslocaram-se esta quinta-feira ao centro de treinos da Maia, quando Soares Dias se preparava para treinar. A polícia acabou por ser chamada e só deixou o local já perto das 20h.

Logo a seguir decorreu uma reunião de emergência entre o presidente do Conselho de Arbitragem, José Fontelas Gomes, o próprio Soares Dias e outros juízes como Jorge Sousa, Luís Ferreira, Vasco Santos, Carlos Xistra, Bertino Miranda, vogal do Conselho de Arbitragem, e Paulo Costa, vice-presidente.

Para a próxima terça-feira está marcada uma reunião extraordinária com todos os clubes da I e II Ligas, convocada pelo Conselho de Arbitragem.