Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Luís Castro: “Chegar ao final e ter 51% de posse de bola diz muito sobre o jogo”

Técnico do Rio Ave sublinhou o “mérito” da equipa, mas reconheceu que os lances de bola parada “penalizaram” a equipa. FC Porto venceu por 4-2

Expresso

Luís Castro, treinador do Rio Ave, no jogo contra o Benfica, na Luz, a 21 de dezembro de 2016.

Ma´rio Cruz/ Lusa

Partilhar

“Temos capacidade para jogar bem como jogámos e concretizar nos lances de perigo. Chegarmos ao final e termos 51% de posse de bola diz muito sobre o jogo e fazer dois golos também é mérito da nossa equipa”, disse Luís Castro, técnico do Rio Ave, em declarações na flash interview da SportTV, minutos após o final do jogo frente ao FC Porto, este sábado.

Mas além de “mérito” houve também “demérito”, disse o treinador, referindo-se aos três golos de bola parada sofridos pela sua equipa. “Foi por aí que o FC Porto ganhou o jogo, nas bolas paradas”. Luís Castro admitiu que a equipa chegou a pensar que podia vencer. “Foi um jogo bem disputado, quando estivemos na frente passou-nos pela cabeça que o jogo podia ir para o nosso lado. Há um momento chave no jogo que é quando falhamos o 3-3 e na jogada seguinte FC Porto chega ao 4-2, aí resolveu o jogo”, disse.

Mas o importante agora “é manter o equilíbrio”, sublinhou o técnico. “Perder na Luz, no Dragão e em Belém deixou-nos tristes, mas faz parte e temos de saber reagir a isso”.