Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Os duplos lesados do Tondela

Ainda o jogo FC Porto - Tondela: “uma grande penalidade que não existe”

Lusa

MIGUEL RIOPA

Partilhar

O Tondela considerou hoje ter sido “duplamente lesado” pela arbitragem de Luís Ferreira na visita ao FC Porto, da 22.ª jornada da I Liga de futebol, por ter ficado sem dois jogadores para a receção ao Marítimo.

“Os erros do árbitro Luís Ferreira estendem a sua influência ao jogo imediatamente seguinte, uma vez que ficámos privados dos dois defesas centrais: Kaká e Osorio”, refere o lanterna-vermelha do campeonato, em comunicado.

O Tondela diz-se “lesado duplamente”, pois além de ter sofrido o primeiro golo frente ao FC Porto através “de uma grande penalidade que não existe”, ficou imediatamente a seguir reduzido a dez unidades “num lance em que, no limite, é o defesa do Tondela que sofre falta”.

“O árbitro é o único agente do futebol a quem o erro não só o prejudica a si como às restantes equipas envolvidas. Urge encontrar formas e medidas de minimizar os erros ao máximo, para um futebol mais competitivo, justo e, acima de tudo, verdadeiro”, sublinhou o clube.

Apesar de apontar o dedo ao árbitro Luís Ferreira, o Tondela esclarece que a sua direção não pretende substituir-se ao papel do árbitro, “nem tão pouco condicionar o trabalho deste, de nenhuma forma, em jogos futuros”.

“Sublinhamos novamente a nossa confiança no trabalho dos árbitros portugueses, bem como na sua qualidade de julgamento nos jogos da Liga”, rematou o emblema tondelense.

O Tondela, 18.º e último classificado com 14 pontos, recebe o Marítimo, sexto com 33, no sábado, pelas 16:00, em jogo da 23.ª jornada da I Liga.