Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

José Couceiro: “Tivemos a sorte que não temos tido”

O treinador do Vitória de Setúbal elogiou o trabalho “fantástico“ dos seus jogadores

Expresso

FRANCISCO LEONG/Getty

Partilhar

O treinador do Vitória de Setúbal, José Couceiro reconheceu a dificuldade do jogo frente ao FC Porto este domingo, que resultou num empate 1-1. "Sabíamos que era muito difícil obter pontos", afirmou no final do jogo, na flash interview da Sport TV. "Tivemos a sorte que não temos tido."

"Além de estratégia, da qualidade e do empenho dos jogadores, é preciso uma ponta de sorte", concluiu. "Os jogadores estão de parabéns. Foi um jogo muito complicado."

Reconhecendo que também tiveram sorte, José Couceiro lembra, no entanto, que não foi só isso que esteve em jogo. "Quisemos ter bola, queríamos até ter mais do que tivemos. Não tivemos mais, porque o FC Porto tem uma capacidade muito boa."

Questionado sobre se existe algum segredo para conseguir o tipo de prestação que o Vitória de Setúbal tem tido, Couceiro é claro. "Não há nenhuma segredo especial. Há atitude. Quando se joga contra equipas desta dimensão, como o Porto ou o Benfica, é preciso ter sorte.

Ter bola e gostar de ter bola "é a identidade do Vitória de Setúbal", acrescentou. "Eu forço muito isso."