Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

E o jogo do título é...? Não sabemos

Separados por apenas um ponto, Benfica e FC Porto têm pela frente um calendário com várias paragens críticas. E se o Clássico da próxima jornada pode ajudar a definir muitas das contas do título, a receção do Sporting às águias, na 30.ª jornada, tem muito para ser decisiva

Lídia Paralta Gomes

Na 1.ª volta, FC Porto e Benfica empataram no Dragão. Dia 1 de abril há novo Clássico, que pode definir ou baralhar ainda mais as contas do campeonato

Francisco Leong/Getty

Partilhar

Oito jogos, oito rodadas, um confronto direto, umas quantas deslocações complicadas e um rival metido ao barulho: numa frase − demasiado simplória, bem sabemos –, a luta do título será mais ou menos isto, depois de um fim de semana em que a tabela ia levando uma cambalhota, para depois ficar tudo na mesma. Porque o Benfica empatou em Paços de Ferreira e o FC Porto desaproveitou as escancaradas portas da liderança, empatando também, mas com o V. Setúbal.

Separados por um singelo ponto, Benfica (64) e FC Porto (63) terão pela frente um calendário que é tudo menos simpático. E, ao contrário do que se possa pensar, o Clássico da próxima jornada, no dia 1 de abril, poderá não ser o jogo do título, principalmente se der empate ou vitória para o FC Porto.

Senão, vejamos: depois de receber o FC Porto, o Benfica terá complicadas deslocações a Vila do Conde e ao Bessa, esta na última jornada, e recebe duas equipas que lutam por um lugar europeu, Marítimo e V. Guimarães. E pelo meio há aquele que pode muito bem ser o verdadeiro jogo do título: a viagem de alguns metros ao Estádio de Alvalade, na 30.ª jornada. O Sporting pode ter um papel bem mais importante nas contas finais do que seria de esperar.

Dérbi lisboeta da 30.ª jornada pode ser ainda mais decisivo do que o Clássico da próxima jornada

Dérbi lisboeta da 30.ª jornada pode ser ainda mais decisivo do que o Clássico da próxima jornada

Patrícia de Melo Moreira/Getty

Já o FC Porto terá também daqui até final algumas paragens quentes. Antes de mais, a viagem à Luz, que resultará em um de três cenários: liderança, uma diferença de quatro pontos para o Benfica, ou que tudo fique na mesma. A partir daí o perigo poderá surgir nas deslocações a Braga, Chaves e ao Estádio dos Barreiros, casa do Marítimo.
Mas vamos lá jornada a jornada.

27.ª jornada

Dia 1 de abril, sem mentiras, joga-se muito deste campeonato no Clássico. Ou quase nada. Na verdade, tudo dependerá do resultado. Caso o Benfica ganhe, a vantagem de 4 pontos que se abre para o FC Porto dará alguma folga às águias face às dificuldades que se seguem. Um empate deixa as contas na mesma e confere ao Sporting-Benfica da 30.ª jornada um caráter de ‘quase-final’ para os encarnados. E uma vitória do FC Porto coloca os dragões na frente com 2 pontos de vantagem, que deixam tanto FC Porto como Benfica com tolerância zero para escorregadelas.

Lisandro López fez o golo do empate no Dragão aos 90'+2. Diogo Jota tinha marcado para o FC Porto

Lisandro López fez o golo do empate no Dragão aos 90'+2. Diogo Jota tinha marcado para o FC Porto

Francisco Leong/Getty

28.ª jornada

Dois jogos que, no papel, não farão mossa na luta pelo título, ainda que esta época tanto Moreirense como Belenenses já tenham surpreendido Benfica e FC Porto – a bem da verdade, o FC Porto foi surpreendido pelos dois. As águias jogam assim em Moreira de Cónegos, onde mora a equipa que afastou o Benfica da Taça da Liga – e o FC Porto também. Já a equipa do Restelo impôs um nulo aos azuis e brancos na 1.ª volta. Ainda assim, no Dragão a surpresa parece uma possibilidade mais remota.

29.ª jornada

Ora aí está uma ronda que pode baralhar as contas do campeonato. O Benfica recebe o Marítimo, equipa que esta temporada já saiu da Luz com seis no saco nos 16 avos-de final da Taça de Portugal, mas que também impôs uma das duas derrotas que a equipa de Rui Vitória leva no campeonato (2-1 nos Barreiros). Os insulares são outros desde que Daniel Ramos chegou ao Funchal e estão na luta por um lugar na Liga Europa do próximo ano. Logo, é de esperar que deem água pela barba aos encarnados.

O FC Porto não está muito melhor: joga frente ao Sp. Braga na Pedreira, estádio onde perdeu na última época e onde o Benfica só venceu esta época porque Mitroglou inventou espaço onde parecia impossível ele existir. Alerta de perigo, portanto.

30.ª jornada

Aparentes facilidades para o FC Porto (receção ao Feirense, já bem descansado na tabela) e um possível jogo de vida ou morte para o Benfica, que vai a Alvalade. O Sporting até pode já não estar na luta, mas alguém em consciência acredita que Jorge Jesus vai facilitar a vida ao Benfica? Pois.

31.ª jornada

O Estoril é um dos aflitos e precisa de pontos como de pão para a boca. Ainda assim, dificilmente os conseguirá na Luz. Já o FC Porto terá, em teoria, mais problemas em Chaves. Foi no Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira que os dragões tombaram na Taça de Portugal e o Sporting também veio de Trás-os-Montes mais feliz (empate para o campeonato e derrota na Taça de Portugal). Aliás, o Desportivo de Chaves só perdeu uma vez em casa esta época para o campeonato e frente a um tal de Benfica [inserir aqui ditado envolvendo Serra do Marão e quem manda para lá dele].

O FC Porto vai a Chaves à 31.ª jornada, onde já perdeu esta época para a Taça da Portugal

O FC Porto vai a Chaves à 31.ª jornada, onde já perdeu esta época para a Taça da Portugal

Miguel Riopa/Getty

32.ª jornada

Ronda de alerta médio para os dois candidatos ao título. O Benfica vai aos Arcos jogar com o já relaxado Rio Ave, num terreno historicamente ardiloso e onde o Sporting já perdeu esta temporada. Já o FC Porto joga nos Barreiros, estádio que está bem para lá de ardiloso: nos últimos cinco jogos na casa do Marítimo, os dragões empataram dois e perderam três (true story) e esta temporada o Benfica já lá perdeu e o Sporting empatou. Bem, o melhor é subir o alerta para médio/alto-a-roçar-o-grande.

33.ª jornada

Últimos jogos em casa para os candidatos e o Benfica, supostamente, com tarefa mais difícil. Porque o V. Guimarães é sempre um adversário danado, ainda para mais estando a equipa de Pedro Martins à procura de garantir um lugar na Liga Europa, que é outra das lutas que deverá durar até ao fim. Ainda assim, a estatística parece estar muito a favor do Benfica: desde 2009 que os vimaranenses não ganham pontos na Luz.

O FC Porto recebe o Paços de Ferreira, que este fim de semana travou o Benfica e não perdeu nos últimos dois jogos com os azuis e brancos (ganhou um e empatou o outro, sempre em casa). Ainda assim, parece difícil a balança voltar a pender para os castores, ainda para mais numa penúltima jornada e, presumivelmente, com tanto em jogo.

34.ª jornada

Última ronda fora de portas tanto para Benfica como FC Porto e frente a adversários que esta temporada já lhes deixaram amargos de boca. O Benfica vai ao Bessa, sempre um estádio duro para se jogar, face a um Boavista que na 1.ª volta chegou a estar a ganhar 3-0 na Luz antes do Benfica acordar e recuperar até ao empate. Por sua vez, o FC Porto viaja até Moreira de Cónegos, onde perdeu na fase de grupos da Taça da Liga, resultado que valeu saída da prova pela porta pequena.