Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Os 5 momentos do fim de semana desportivo, entre tropeços e tomates

O líderes da Liga portuguesa tropeçaram, Mourinho finalmente saiu do sexto lugar e Guardiola elogiou os "tomates" do seu central. Tudo o que precisa de saber sobre o fim de semana desportivo está aqui

Evandro Furoni

Francisco Leong/Getty

Partilhar

1. Liga Portuguesa. O Benfica tropeçou, mas foi salvo pelo seu miúdo no Dragão (e o Sporting venceu)

João Carvalho marcou o seu primeiro golo pela equipa principal do Benfica, mas com a camisola do Vitória de Setúbal. Os encarnados corriam o risco de perder a liderança do campeonato após empatarem contra o Paços de Ferreira no sábado (0-0), mas o miúdo emprestado ao Vitória de Setúbal arruinou os sonhos de liderança do FC Porto, com o empate no Dragão, no domingo (1-1).

O médio de 20 anos está emprestado pelo Benfica ao Vitória e nunca vestiu a camisola da equipa principal dos encarnados. Mas o golo no Dragão é um grande cartão de visita para João Carvalho conquistar uma vaga para a próxima época.

Os números mostram o quanto o resultado foi doloroso para o FC Porto: o Setúbal não marcava um golo no FC Porto desde 2012; estava há seis jogos sem vencer no campeonato; e a última vez que o FC Porto havia perdido pontos em casa para o Vitória de Setúbal havia sido na época de 2005/2006.

Mas não há tempo para os líderes do campeonato lamentarem os tropeços. Na próxima jornada, há Benfica-FC Porto na Luz, a 1 de abril.

Com esta série de resultados improváveis, apenas os adeptos do Sporting puderam comemorar. A equipa de Jorge Jesus venceu o Nacional por 2-0, no sábado. Com isso, os leões chegaram aos 54 pontos, nove a menos do que o FC Porto.

2. Premier League. Mourinho coloca um pé na Europa

O Manchester United de José Mourinho não sabe o que é perder desde outubro de 2016. Entre vitórias e empates, a fantástica sequência invicta da equipa levou os "diabos vermelhos" do sexto lugar para o... quinto lugar. Foram mais de 100 dias de espera, mas finalmente o United conseguiu subir de posição no campeonato após vencer o Middlesbrough, por 3-1, no domingo.

O "enorme" feito não escapou às piadas dos rivais.

D.R

Mas é claro que há motivos para comemoração. O Manchester United agora está com um pé na Europa, após um início de época turbulento. A equipa está com 52 pontos e na zona de classificação para a Liga Europa.

O United tem dois pontos de vantagem para o Arsenal, que herdou o "amaldiçoado" sexto lugar e está quatro atrás do Liverpool, primeira equipa classificada para a Liga dos Campeões.

Mas há ainda um detalhe a notar: a equipa de Manchester tem dois jogos a menos do que o Liverpool. Se Mourinho continuar com a sua sequência invicta, os adeptos provavelmente terão motivos reais para comemorar.

3. Mais Premier League. Guardiola e os "tomates" de John Stones

Pep Guardiola vê um grande atributo em John Stones: os seus "tomates". O técnico do Manchester City é famoso por abrir mão da segurança defensiva em troca de um jogo agressivo no ataque e por isso fez questão de elogiar o jovem central após o empate contra o Liverpool no domingo (1-1).

"John Stones tem mais personalidade do que qualquer um nesta sala. Ele tem mais tomates que qualquer um aqui. Sob pressão, as pessoas criticam-no, mas eu estou contente por ter John. Mesmo com este enorme volume de erros, eu adoro-o. Eu adoro homens com este tipo de personalidade", disse o espanhol na conferência de imprensa.

Stones foi um dos mais criticados após a eliminação do City na Liga dos Campeões pelo Mónaco na última quarta-feira. Somados os dois jogos do torneio continental, a equipa inglesa cedeu seis golos para o rival.

4. Indian Wells. Roger Federer voltou?

Será que o rei está de volta? Roger Federer conquistou o Masters 1000 de Indian Wells no domingo. O suíço bateu o compatriota Stanislas Wawrinka por 2 sets a 0 (6/4 e 7/5).

Este é o 25º título de Masters 1000 na carreira do suíço, mas ele não conquistava um desde 2015. Após uma época de 2016 marcada por lesões, Federer mostrou que segue em grande forma após conquistar o Open da Austrália no começo do ano, o primeiro Grand Slam dele desde 2012.

5. Espanha. Ronaldo com assistências para manter o Real na frente

Cristiano Ronaldo ajudou novamente o Real Madrid a seguir na liderança do Campeonato Espanhol no último domingo. Se não está a marcar golos, CR7 mostra o seu poder de assistências.

Foram dois passes decisivos na vitória do Real sobre o Athletic Bilbao por 2-1. Primeiro Ronaldo cruzou rasteiro para Benzema abrir o marcador. No segundo tempo, desviou de cabeça para Casemiro marcar após um canto.

Com este resultado, o Real chegou aos 65 pontos, dois a mais que o Barcelona. A equipa catalã venceu no domingo o Valência por 4-2 e segue à caça do líder.

Partilhar