Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Processo disciplinar a agente da PSP que pontapeou adepto do FC Porto

Incidente aconteceu antes do jogo. Depois de fazer o adepto cair ao chão, o agente pontapeou-o na cabeça

Mafalda Ganhão

Partilhar

A Polícia de Segurança Pública (PSP) instaurou um processo disciplinar “para apurar todas as circunstâncias da ocorrência” que envolveu a detenção de um dos adeptos nas imediações do estádio da Luz, antes do início do jogo entre o Sport Lisboa e Benfica e o Futebol Clube do Porto.

Segundo nota da PSP, “após o visionamento das imagens da ocorrência em questão”, a medida foi “imediatamente determinada”, por “aparentemente” um dos polícias, elemento do Corpo de Intervenção, ter usado “a força pública de forma que poderá constituir infração disciplinar, por contrariar as normas sobre os limites ao uso de meios coercivos em vigor”.

A PSP adianta que no âmbito do policiamento do mesmo jogo foram detidos 11 cidadãos, por “comportamentos que consubstanciaram práticas ilegais ou crimes”.

A nota da PSP informa também ter sido detido este domingo o jogador do Clube de Futebol Canelas 2010, autor da agressão ao árbitro do jogo. “A detenção ocorreu dentro do relvado, por iniciativa dos polícias da PSP que integravam o dispositivo do policiamento, por aparentemente o árbitro não se encontrar em condições de solicitar a intervenção policial em tempo útil”, pode ler-se.

A terminar, a PSP apela “mais uma vez” a todos os intervenientes nas competições desportivas, “independentemente da sua qualidade, que contribuam para que os estádios e pavilhões sejam locais de festa e de expressão de sã rivalidade clubística e não de confrontação física que ponha em risco a integridade física de todos os que nelas participam”.