Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Problemas no Belenenses: “Tentaram agredir a minha companheira, que está grávida. E isso eu não admito”

Após a derrota contra o Paços de Ferreira, alguns adeptos do Belenenses pediram satisfações aos jogadores e Abel Camará diz mesmo que houve tentativas de agressão no Restelo

Expresso

Abel Camará (à direita) é jogador do Belenenses desde 2008/09, ainda que também tenha sido emprestado a outros clubes

António Cotrim/Lusa

Partilhar

Quando há maus resultados, a contestação é normal - mas deixa de sê-lo quando parte para a agressão. Domingo à noite, no Restelo, o Belenenses foi derrotado pelo Paços de Ferreira (1-2) e, à saída do complexo desportivo, os jogadores da casa foram abordados por adeptos pouco satisfeitos - situação que teve de ser controlada pela polícia.

Contudo, a contestação foi longe de mais, de acordo com Abel Camará, que respondeu a um grupo de adeptos que rodeou o seu carro, à saída do Restelo.

De acordo com o avançado guineense - que recordou, no Facebook, todos os anos de ligação ao clube (leia mais abaixo) -, houve quem tentasse inclusivamente agredir a sua companheira, que está grávida.

O Belenenses, que trocou recentemente de treinador - saiu Quim Machado e entrou Domingos Paciência -, está em 13º lugar da Liga e soma sete derrotas consecutivas.

Não é novidade para ninguém que, neste momento, há dois Belenenses - a SAD e o clube - e ambos não se entendem.

Esta tarde, a contestação deverá continuar no Restelo, uma vez que haverá Assembleia Geral da SAD para a aprovação do Relatório e Contas 2015/16 e o clube, liderado por Patrick Morais de Carvalho, já fez saber que irá procurar impugnar as contas da SAD, liderada por Rui Pedro Soares.