Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Luís Castro: "Ao longo de 90 minutos apenas, houve 15 em que o Benfica conseguiu estar completamente por cima do jogo"

O treinador do Rio Ave elogiou a forma como a equipa encarou a partida e os jogadores aplicaram o que têm trabalhado durante o ano. E defendeu que o Benfica apenas foi superior, sem espinhas, nos primeiros 15 minutos da segunda parte

Expresso

Luís Castro foi para Vila do Conde estimular futebol vistoso

Foto Miguel Riopa / AFP / Getty

Partilhar

A forma como o Rio Ave encarou o jogo

"A primeira nota de satisfação é que os jogadores se entregaram por completo ao jogo, com as ideias que trabalhámos todo o ano. Isso traduziu-se numa primeira parte equilibrada, em que houve domínios repartidos."

"Na segunda parte, houve um início de 15 minutos muito forte do Benfica, em que podia ter chegado ao golo numa ou noutra situação mais complicada, mas conseguimos manter a baliza a zero. Depois, através do Rúben Ribeiro, conseguimos que a equipa tivesse mais tempo com a bola e passámos a controlar o jogo."

"Até ao golo do Benfica, que foi aos 75', tivemos duas situações para marcar. Continuámos em cima. Estou contente pelo que os jogadores fizeram, mas muito insatisfeito com o resultado."

O contra-ataque e a transição que deu em golo

"Saio com um sentimento de dever cumprido. Quando os jogadores se entregam completamente ao jogo, da forma como o fizeram, e em que ao longo de 90 minutos apenas, houve 15 em que o Benfica conseguiu estar completamente por cima do jogo, claramente que fica a sensação de ter sido um resultado muito penalizador para nós."

"Estamos nos lugares que projetávamos, nos oito primeiros, ainda com hipótese de chegar ao sexto lugar, embora seja já muito apertada. Falando de tabela classificativa, apanhámos um Marítimo muito forte. Mas vamos continuar."

Mas acredita no 6º lugar?

"No futebol acreditamos sempre, não é uma questão de fé, ou por uma questão de o Marítimo ter aquilo e nós isto. Não é por isso. Acreditamos por sabermos que, num jogo futebol, as coisas acontecem tanto em nosso favor, como em nosso prejuízo, mas nunca acontecem por acaso."

"Vamos continuar a fazer por isso. Ao longo de todo o jogo demonstrámos que o Rio Ave foi para ganhar, não foi só o Benfica. O poderio do Benfica é, realmente, maior que o nosso, mas isso só se traduziu nos primeiros 15 minutos da segunda parte."