Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Rui Vitória: "Vamos viver esta semana de forma intensa"

O treinador que está perto de ser bicampeão pelo Benfica e de dar o quarto título seguido ao clube evitou falar da palavra "título" e diz que ainda faltam duas finais por jogar

Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

O jogo, by Rui Vitória

"Primeiro, não podemos olhar para isto como se o Rio Ave não fosse uma grande equipa. Defrontámos uma belíssima equipa, mas chegámos aqui e dissemos porque estamos em primeiro. Quisemos impor o ritmo de jogo desde início e ganhar. Fomos à procura do golo, entramos fortes na segunda parte e deveríamos, e poderíamos, ter aproveitado as oportunidades de tivemos."

"Encostámos o Rio Ave ao seu reduto mais defensivo, fizemos o golo e, depois, é que há uma reação, em que o Rio Ave passa o jogo mais para o nosso meio campo. Mas, de uma forma geral, controlámos de uma forma geral a partida."

"A vitória é muito saborosa, os meus jogadores merecem e os adeptos também, pela receção que nos fizeram aqui e pelo apoio que nos deram durante 90 minutos. Atingimos aquilo que queríamos."

Essa tal parte final em que o Rio Ave encosta o Benfica

"Há o Rio Ave que é uma boa equipa e, naturalmente, vai à procura da sua vida e da sua sorte; e depois há a nossa parte, o controlar da partida e, no fundo, o fechando o jogo, porque era importante ganhar. Mas fizemos um bom jogo e vincamos claramente a nossa posição. Não viemos para deixar o jogo correr, mas sim para impor o ritmo da partida."

O papel de Jiménez

"Todos têm trabalhado muito bem, mas essa jogada é muito bem trabalhada: o Jonas faz o passe para o Salvio e, aí, o Sálvio faz uma assistência fantástica que deixa o Raúl na cara do golo. Quero dividir esse golo pelo Raúl, porque merece, e pela entrada do Salvio, que correspondeu."

O título

"Temos a máxima confiança em nós e no nosso valor, somos muito ambiciosos, mas temos ainda duas finais por disputar. A próxima é em nossa casa, naturalmente, e um jogo em que queremos dar continuidade ao que temos vindo a fazer, que é ganhar. Tem que se trabalhar muito para se ganhar alguma coisa."

"Nunca ganhamos nada sem, efetivamente, ganharmos. As comemorações são só depois de acontecerem. A possibilidade de jogarmos em nossa casa é algo que nos agrada, mas o que importa é somar os pontos e que, se o conseguirmos, que estes jogadores fiquem na história. Claro que jogarmos no nosso estádio, completamente lotado, é importante. Vamos viver esta semana de forma intensa."