Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Pedro Proença trava facada do PSD à Liga

O presidente da Liga Portugal acusa o PSD de tentativa de golpe no futebol português ao tentar passar o poder regulamentar dos clubes das provas profissionais para a FPF. A bancada laranja já retirou a proposta de alteração legislativa, intitulada de sinistra por Pedro Proença

Isabel Paulo

Pedro Proença acusa PSD de ter uma agenda obscura para acabar com a Liga Portugal

Rui Duarte Silva

Partilhar

Dois dias depois de ter introduzido à última hora uma proposta de alteração ao regime jurídico das federações desportivas que retiraria à Liga Portugal poderes regulamentares em matéria de arbitragem e disciplina, o grupo parlamentar do PSD, com o apoio do CDS-PP, optou por recuar “nessa intenção sinistra”, escreveu esta quarta-feira à tarde Pedro Proença.

O ex-árbitro internacional e líder da Liga desde 2015 acusou, em comunicado, os sociais-democratas “de manobras ardilosas de contornos obscuros”, mas que não resistiram “à luz clarificadora do escrutínio público”, para acabar com a Liga Portugal numa “tentativa de golpe na autorregulação das sociedades desportivas” das competições profissionais em Portugal.

Na origem da discórdia está a alteração ao Projeto Lei nº 507/XIII/2ª — “Defesa da transparência e da integridade das competições desportivas”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido