Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Pedro Emanuel lamenta o golo tardio: "Mas se fosse mais cedo não tínhamos assistido aquela emoção no final"

Treinador do Estoril deu os parabéns aos seus jogadores. "Quisemos assumir o jogo, mesmo com os dois golos de desvantagem", sublinhou em declarações à Sport TV

Expresso

António Cotrim/LUSA

Partilhar

O jogo

“Tínhamos a noção de que o Sporting ia entrar forte, porque havia o desgaste acumulado e ia entrar com toda a força e foi o que aconteceu. Aos 10 minutos já estávamos a perder, com dois excelentes golos e tentámos ir a jogo. Começámos a criar alguma intranquilidade, que era o que pretendíamos, sabendo que tínhamos dois golos de desvantagem. Foi o que aconteceu quando marcámos o primeiro, pena ter surgido tão tarde. Mas se fosse mais cedo não tínhamos assistido aquela emoção no final do jogo”

Pausas do VAR

“Levámos dois socos no estômago, levantámos-mos e fizemos o que jogo que fizemos. O único reparo que faço tem a ver com as pausas do VAR e o protocolo diz que exige mais tempo de jogo depois. Era bom, tendo em conta o jogo que estava”

Jogadores de parabéns

“Quisemos assumir o jogo, mesmo com os dois golos de desvantagem. Para virmos aqui tínhamos de ter coragem e os jogadores estão de parabéns. Não é fácil jogar em Alvalade, mas eles fizeram um trabalho de equipa tremendo e fico muito satisfeito por isso”

Temporada do Estoril

“Temos demonstrado crescimento, com uma equipa que é jovem. Este onze tinha sete jogadores abaixo dos 24 anos. Está a amadurecer. O crescimento é notório, a equipa vai atrás do resultado, acredita nas suas capacidades e no coletivo. Ainda estamos no início, queremos sempre mais, mas temos seis pontos e nesta fase acho que era o que estava perspetivado por nós”

Partilhar