Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Abel: "Esta equipa hoje fez três golos à equipa que empatou em casa com a Juventus"

Não é engano, é propositado da parte do treinador do Braga, que acrescentou um golo aos dois que a equipa marcou ao Sporting para se referir ao que foi anulado por fora-de-jogo que não existia - numa jogada em que o VAR não pôde ser utilizado porque o árbitro apitou antes de a bola entrar na baliza

Expresso

ANTÓNIO COTRIM / Lusa

Partilhar

Como analisou o jogo

"Satisfeito com a exibição, não com o resultado. Não sei o que posso fazer mais para ganhar aqui o jogo. Fizemos tudo, criámos situações, tivemos um golo mal anulado, uma falta escandalosa sobre o Ricardo. Mas, de qualquer das maneiras, estou muito orgulhoso.

Esta equipa, hoje, fez três golos à equipa que empatou em casa com a Juventus.

Viemos aqui de peito aberto, para valorizar o espetáculo. Criámos nuances que o adversário teve muita dificuldade em parar. Não sei o que podia ter feito mais, como treinador, para vencer este jogo. Pela qualidade e carácter e entreajuda, merecíamos outro respeito.

Por muito que queira acompanhar o sonho do nosso presidente é difícil, não sei se alguma vez isso vai acontecer [o Braga ser campeão], porque é impossível fazer mais do que fizemos aqui hoje para vencer o jogo."

A injustiça para Abel

"Nós queremos ser valorizados pela forma como jogamos, é isso que vamos fazer. Hoje tudo fizemos para vencer, um golo limpo inclusive. Mas só saímos daqui com um ponto, a meu ver de forma injusta. Merecíamos mais do que levámos daqui."

E as palavras para a arbitragem

"As imagens falam por si. Custam-me dizer a tristeza que sinto, porque os meus jogadores não mereciam sair com este empate. Mas não posso dizer mais, há coisas que não controlo.

Foi um jogo aberto, mas houve incidências que não controlamos que nos impediram de levar mais qualquer coisa. Fomos uma equipa dinâmica, o adversário não sabia onde se meter com a forma como soubemos atar e armadilhar o adversário. Tenho de sair daqui orgulhoso com o que os meus jogadores fizeram. Há valores mais altos que se elevam. Tudo fizemos para ganhar hoje e não sei o que podíamos fazer mais para ganhar.

Dei um abraço a cada jogador, porque têm que sair daqui orgulhosos pelo que fizeram hoje. Fizemos tudo para ganhar, não sei o que é preciso fazer mais. Quando se tem competência e os jogadores têm mente aberta, e estão focados na equipa, é fácil de trabalhar."