Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Sá Pinto e a acusação de corrupção: “Não fui contactado ou notificado por qualquer entidade grega”

Num curto comunicado, o treinador garante, ainda, que o Ministério Público grego já tinha encerrado um processo relacionado com este caso

Pedro Candeias

Gabriele Maltinti

Partilhar

Ricardo Sá Pinto recebeu há horas a notícia de que estava a ser investigado por alegada corrupção na Grécia com surpresa. O treinador garante que não foi “notificado ou contactado por qualquer entidade grega” sobre um “caso” que, julgava ele, já estaria encerrado a partir do momento em que prestara declarações ao Ministério Público grego em 2015.

Num curto comuicado enviado ao Expresso, Sá Pinto faz a sua defesa.

Informo que não fui até ao momento notificado ou contactado por qualquer entidade grega para prestar declarações sobre um caso que envolve um jogo do principal campeonato de futebol grego, em 2015, onde treinava na altura.

Mais informo que, em 2015, enquanto treinador do Clube de Futebol os Belenenses, desloquei-me de livre vontade à Grécia, onde declarei que nada tinha a ver com alegados factos. No seguimento do meu depoimento o MP decidiu imediatamente encerrar o processo relativamente à minha pessoa.

Ricardo Sá Pinto