Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Buffon despede-se com lágrimas: “Sinto muito por mim, mas por todos os italianos”

Em declarações à imprensa após o jogo entre a Itália e Suécia, Gianluigi Buffon anunciou a sua despedida da seleção italiana. “Deixo agora a baliza para o grande Donnarumma e para o Mattia Perin”

DANIEL DAL ZENNARO/EPA

Partilhar

Aos 39 anos, e após duas décadas a representar a “squadra azzurra”, o guarda-redes Gianluigi Buffon lamentou o resultado da seleção italiana no jogo contra a Suécia e anunciou a sua despedida. “Sinto muito por mim, mas por todos os italianos. Falhámos algo importante até a nível social, esse é o único lamento que tenho. É um desgosto que esta última partida oficial pela seleção coincida com a eliminação de um mundial”.

Em declarações à imprensa, minutos após o final do jogo, que terminou com um empate, Buffon anunciou que vai deixar a baliza “para o grande Donnarumma e para o Mattia Perin, que é um ótimo guarda-redes”.

O resultado do jogo desta noite deixa a Itália de fora do Mundial. O guarda-redes italiano reconhece que “não era fácil” ultrapassar a Suécia, ao contrário do que alguns adeptos italianos poderiam esperar: “Não desprezámos em nenhum momento a Suécia, mas não fizemos o melhor que pudemos. Era difícil recuperar de um golo, a nível mental, psicológico. Perdemos o discernimento para poder marcar e a Suécia soube jogar com isso.”