Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Vítor Hugo Valente é o novo presidente do Vitória de Setúbal

Vítor Hugo Valente, candidato da lista A, a única a sufrágio, foi eleito esta sexta-feira e empossado na presidência do Vitória de Setúbal para completar o mandato 2017-2020 interrompido após a demissão de Fernando Oliveira, em 21 de novembro

LUSA

Partilhar

Numas eleições em que foram recolhidos 1.018 votos (menos 920 do que na última ida às urnas no clube em que estiveram na corrida três listas), o advogado Vítor Hugo Valente recebeu 913 votos (90 por cento), numa votação em que se registaram 70 brancos (sete por cento) e 35 nulos (três por cento).

No discurso de vitória feito pelo novo presidente, no pavilhão Antoine Velge, o dirigente apelou à unidade no clube.

"Hoje é o dia dos sócios, a partir de amanhã [sexta-feira] começamos outras lutas. Estamos preparados e temos uma equipa capaz de as enfrentar. Não me canso de dizer que precisamos dos sócios. Só com eles conseguiremos resolver os problemas do Vitória", disse.

Vítor Hugo Valente manifestou ainda a vontade de reaproximar a cidade dos adeptos.

"Penso que foi o clube que virou as costas aos adeptos e não o contrário. O Vitória e a cidade têm de voltar a estar em comunhão. Estamos a virar uma página, o passado já está na página anterior. Os sócios vão servir de motor para esta mudança que nós queremos: fazer um clube com os sócios e para os sócios", afirmou.

A Assembleia Geral ficou marcada pela contestação dos cerca de 200 adeptos presentes no pavilhão a Fernando Cardoso Ferreira, líder da AG.

Em uníssono, a maioria dos associados que estiveram no recinto pediram a "demissão" do dirigente que havia excluído inicialmente a lista A e revogou a decisão na véspera do ato eleitoral.