Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Incêndios: “Tudo por Portugal” da FPF já reconstrói as sete primeiras casas

No total, estão a ser aplicados mais de 700 mil euros. O dinheiro foi angariado através das receitas de bilheteira dos jogos particulares da seleção frente aos Estados Unidos e à Arábia Saudita, através das linhas telefónicas do call center solidário na Cidade do Futebol

Lusa

O Portugal-EUA jogou-se a 14 de novembro

Octavio Passos

Partilhar

O dinheiro recolhido pela Federação Portuguesa de Futebol na campanha "Tudo por Portugal" está já a ser aplicado na reconstrução de sete casas de primeira habitação nas zonas mais afetadas pelos incêndios de 2017, informou esta terça-feira o organismo.

"As famílias em situação de emergência de auxílio foram identificadas pela equipa de terreno da FPF e as obras iniciadas ainda antes do final de 2017 prosseguem a bom ritmo, sendo alvo de acompanhamento constante pelos responsáveis do organismo que tutela o futebol português", refere a federação, em comunicado.

Ao todo estão a ser aplicados 721.941,79 euros, montante proveniente das receitas de bilheteira dos jogos particulares com Estados Unidos e Arábia Saudita e através das linhas telefónicas do 'call center' solidário instalado na Cidade do Futebol, bem como dos donativos feitos diretamente à FPF.

"Foi uma ação relâmpago. O que nos estava a faltar. Eu só tinha orçamentos. E quando recebi o telefonema das empresas a dizer que a Federação iria cobrir essas despesas foi muito bom! A FPF ajudou-nos no telhado, nas janelas, nas portas e na reconstrução do interior da casa, porque nós não tínhamos esses materiais. Agradeço à Federação, a quem foi ver o futebol. Agradeço do fundo do coração, eu e a minha família", disse Daniel Baptista, beneficiário desta ação social em Vieira de Leiria.

De momento estão a ser reconstruídas as primeiras sete casas de primeira habitação em Vieira de Leiria, Santa Comba Dão, Oliveira do Hospital, Oleiros (duas) e Sertã (duas).

Luís de Matos, de Santa Comba Dão, realçou que o facto de toda a gente estar a ser "incansável" na ajuda, admitindo "nunca" ter pensado que houvesse "tantas pessoas solidárias".

No encontro com os sauditas estiveram 6.778 pessoas nas bancadas do Estádio do Fontelo, enquanto que com os norte-americanos o Estádio Municipal de Leiria recebeu 19.016 adeptos.

Os incêndios florestais provocaram mais de 100 mortos em 2017, 64 dos quais em 17 de junho em Pedrógão Grande e 45 resultaram dos fogos que em 15 de outubro deflagraram em várias regiões da zona centro.