Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Abel: “Não sou ator nem palhaço. Para os ignorantes, mal intencionados e recalcados fica a oração dos sábios”

O treinador do Sporting de Braga reagiu aos que insinuaram que a sua equipa tinha levantado o pé no jogo contra o Benfica

Expresso e SIC Notícias

Partilhar

Agora, foi Abel. O treinador do Sporting de Braga reagiu às recentes polémicas - o Sporting insinuou que o Braga tinha facilitado contra o Benfica - e disparou para os rivais e para a comunicação social . Em baixo, o discurso na íntegra:

Só me faltou elogiar o Jorge Jesus, que também foi meu treinador. Elogiei o Rui Vitória e o Sérgio Conceição. Vocês não precisam de ser polémicos para serem grandes jornalistas. E eu, para ser um grande treinador, não preciso de andar à procura de criar polémicas. Respeito os meu colegas todos dentro das quatro linhas. Ando no futebol há 21 anos e como jogador nunca tive um problema com um treinador. E, como treinador, não tive problemas com ninguém. Ando de cara limpa e levantada. Para os ignorantes, mal intencionados e recalcados fica a oração dos sábios. Não vou admitir que ninguém, mesmo ninguém ponha em causa a institução Braga e os seus profissionais. Entre ser um bom treinador e um bom homem, prefiro ser um bom homem. Andamos a plantar o ódio e a violência. O futebol não é isso, é paixão, prazer, competição tem de unir os povos, as pessoas. Não quero entrar em novelas e circos, porque não sou ator nem palhaço”