Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

José Couceiro: "O sonho é idêntico, mesmo com recursos diferentes"

Treinador do V. Setúbal garante que a sua equipa não vai entrar em campo a pensar nas grandes penalidades e que se pudesse tirar um jogador do onze do Sporting escolheria Bruno Fernandes. "Está a apanhar muito bem o que o Jorge lhe pede, cada vez entende melhor o jogo", sublinhou

Expresso

HUGO DELGADO/Lusa

Partilhar

Objetivo

“Quando se chega a esta fase e ao jogo decisivo, todos sonham em vencer o troféu e ninguém parte para uma final sem ter esse pensamento. O sonho é idêntico, mesmo com recursos diferentes”

Sobre o técnico adversário

“Como é que eu vejo o Jesus? Como alguém que é apaixonado pelo jogo, que tenta atingir os seus objetivos de uma forma, como hei-de dizer... é muito focado, penso que quando tem um objetivo tudo faz para o conseguir. É de uma geração à frente da minha - não estou a chamar velho, atenção! - e faz parte de uma escola que percebe muito bem o jogo, que sabe ler o jogo. É perspicaz na forma como aborda as questões do jogo e parece-me alguém que emocionalmente tem estabilidade para aguentar estes momentos. No futebol a inteligência emocional é decisiva”

Se pudesse retirar um jogador adversário

“O Sporting tem conjunto muito bom. O Bas Dost dá-nos muito trabalho, mas talvez o Bruno Fernandes. É um jovem jogador, da geração do Gonçalo, com enorme potencial. Está a apanhar muito bem o que o Jorge lhe pede, cada vez entende melhor o jogo, defensivamente e ofensivamente é forte, faz muitas posições, faz golos... tem muito para crescer, tem tudo para ser um jogador de top”

Grandes penalidades?

“Pode haver grandes penalidades, era bom que fosse um jogo com golos, é sempre melhor. Todos os jogos têm histórias diferentes, não sei qual vai ser a deste jogo, nenhum de nós vai abrir o jogo. Por uma lado há uma equipa que ainda não perdeu, 27 jogos sem perder, mas nós estamos há sete jogos sem perder. O Vitória teve um período muito crítico, mas depois passou de sete derrotas para sete jogos sem perder. Fez 7 pontos num grupo com Portimonense, Sp. Braga e Benfica e está aqui por mérito próprio. Uma equipa que conseguiu quatro vitórias e um empate, independentemente de tudo o resto, dos problemas, das dificuldades e das piscinas que tem de fazer neste percurso, é uma equipa que vai fazer tudo para ganhar o jogo”

“Ninguém pode entrar num jogo destes a pensar que vai ficar 0-0, as probabilidades de haver um golo são enormes, basta analisar os jogos: o normal é haver golos, não é não haver golos. Niguém pode preparar um jogo a pensar que não vai marcar golos. Há jogos em que fomos completamente encostados, mas é o adversário que tem mérito nisso. Ainda no ano passado o nosso guarda-redes defendeu o remate e a recarga e era o Adrien Silva a marca. Vamos preparar-nos, ou melhor já nos preparámos. Mas começamos o jogo a querer ganhar, com as armas que temos”