Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Jogador cai inanimado e interrompe Aves-Boavista

Tissone, jogador do Desportivo das Aves, desmaiou já perto do final do jogo contra o Boavista e teve de sair do campo de maca, com um colar cervical colocado, e transportado para o hospital

Expresso

O momento em que Tissone, jogador do Aves, fica desmaiado

DR

Partilhar

Uma festa agridoce. O Desportivo das Aves - agora liderado por José Mota, depois do afastamento de Lito Vidigal - venceu esta noite o Boavista, por 3-0, mas a equipa apanhou um susto já perto do final do jogo, ao minuto 79.

Ao saltar a uma bola com o boavisteiro Sparagna, Tissone levou uma cabeçada e caiu imediatamente inanimado no relvado. O jogo esteve parado durante largos minutos - o árbitro concedeu sete minutos de compensação - para que o médio argentino de 31 anos fosse assistido pela equipa médica do Aves e pelos bombeiros.

Tissone só saiu do relvado de maca, com um colar cervical colocado à volta do pescoço - e foi depois transportado de ambulância para o hospital.

No final, na flash interview da SportTV, José Mota - que entrou em campo para ver o que se passava com o jogador - assegurou que Tissone já estava consciente quando foi levado para o hospital.

Sustos à parte, o Aves pôs fim, esta noite, em casa, a uma série de sete jogos sem ganhar na I Liga portuguesa, mas manteve-se no último lugar. No jogo que encerrou a 21.ª jornada, Paulo Machado abriu o marcador, de grande penalidade, aos oito minutos, e Alexandre Guedes ampliou a diferença antes do intervalo, aos 44, enquanto Vítor Gomes completou o resultado, aos 70.

Com a sua quarta vitória no campeonato, o Desportivo das Aves, 18.º e último classificado, passou a somar 17 pontos, menos um do que Estoril Praia e Vitória de Setúbal, enquanto o Boavista segue no nono lugar, com 27.