Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

A proposta do adjunto do Tondela: "Fazia um torneio para os três candidatos ao título e um torneio para as restantes equipas, por respeito"

José Sá, técnico adjunto de Pepa, foi uma das vozes da indignação do Tondela após o Sporting vencer com um golo aos 90'+9. "Na minha opinião foi de igual para igual e ficou estragado por esta atitude da cultura futebolística portuguesa", disse à Sport TV

Expressp

PAULO NOVAIS/LUSA

Partilhar

“Quem gosta de futebol, quem viu o jogo, mesmo quem apoia outras equipas que não o Tondela, sente-se defraudado com o que viu esta noite. Mas isto é a cultura futebolística portuguesa. Sabem porque é que estou aqui a falar. Porque o Sporting já marcou. Se o Sporting não tivesse marcado, a esta hora ainda estávamos no campo a apoiar a nossa equipa. O prolongamento foi demasiadamente extenso, por ser para um candidato ao título”

“Eu acabava com isto e vou dizer como: fazia um torneio para os três candidatos ao título e um torneio para as restantes equipas, por uma questão de respeito. Havia dois campeões: um deles que fica em primeiro lugar e outro que é o primeiro dos outros”

“Penso que não houve antijogo. Houve antijogo das duas equipas quando alguém se lesionou. Houve antijogo nesse aspecto, quer do Sporting, quer do Tondela. Quem viu o jogo verificou que o Tondela foi superior ao Sporting em certos períodos do jogo e vice-versa. Na minha opinião foi de igual para igual e ficou estragado por esta atitude da cultura futebolística portuguesa”