Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

João Teixeira pede desculpa aos vitorianos: “Não foi essa a educação que me deram. Foi um comportamento inaceitável”

O futebolista João Teixeira pediu desculpas aos adeptos do Vitória de Setúbal pelo seu comportamento no jogo de sexta-feira com o Portimonense, da 27.ª jornada da I Liga, que considera "inaceitável" e que não reflete a sua "educação"

Lusa e Expresso

RUI MINDERICO

Partilhar

No texto publicado na página oficial do clube, o jogador, cedido pelo Benfica e que foi alvo de um procedimento disciplinar pelo clube, lamentou a reação que teve após ser substituído no jogo, escusando-se a cumprimentar o treinador José Couceiro, lançando impropérios aos adeptos e pontapeando o banco de suplentes.

"Queria pedir desculpas aos sócios e adeptos do Vitória pelo meu comportamento no jogo frente ao Portimonense. Foi um comportamento inaceitável, que não reflete aquilo que sou, quer pessoal, quer desportivamente, porque não foi essa a educação que me deram. Foi um momento a quente da minha parte, devido às coisas não me estarem a correr bem. Fiquei frustrado por não conseguir ajudar a equipa da maneira que eu desejava", disse.

Antes de pedir desculpas aos sócios e adeptos, João Teixeira, que também publicou um vídeo nas redes sociais a retratar-se, já tinha feito o mesmo internamente.

"Já fiz questão de pedir desculpa à direção, à administração, ao 'staff' técnico e aos meus colegas de balneário, que me apoiam todos os dias, e agora peço-vos desculpa a vocês, que estão com a equipa todos os fins de semana a apoiar-nos".

João Teixeira, que foi alvo de um procedimento disciplinar por parte do Vitória de Setúbal, que prossegue os seus trâmites normais, assegura empenho total para ajudar o clube a garantir a permanência na I Liga.

"Foi um acontecimento que, garanto-vos, nunca mais se vai repetir da minha parte. Estou de corpo e alma no Vitória e prometo-vos que vou lutar o máximo para ajudar o Vitória a garantir os seus objetivos esta época", concluiu.

Lusa