Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Centenas de adeptos do Desportivo das Aves recebem equipa em euforia

A multidão concentrou-se junto a uma das entradas do estádio do Desportivo das Aves, e trajada com os tons vermelhos e brancos do clube, deu azo à alegria assim que o autocarro que transportava a equipa chegou à localidade nortenha, já depois das 2h30 da manhã

Lusa

MIGUEL A. LOPES

Partilhar

Depois da vitória de quarta-feira, por 2-1, no reduto do Caldas, na segunda mão das meias finais da competição, a formação avense garantiu uma presença inédita no Jamor, algo que os sócios e simpatizantes do clube fizeram questão de eternizar com uma calorosa receção aos jogadores.

A multidão concentrou-se junto a uma das entradas do recinto, e trajada com os tons vermelhos e brancos do clube, deu azo à alegria assim que o autocarro que transportava a equipa chegou à localidade nortenha, já depois das 02:30.

Assim que os atletas saíram do veículo, foram 'engolidos' pela entusiasta multidão que foi saudar os novos heróis da vila.

O treinador José Mota e o jogador Vítor Gomes, que marcou os dois golos do triunfo, foram os mais solicitados, tendo o médio sido mesmo levado em ombros pelos adeptos.

"Não me sinto o herói, porque o mérito é de toda a equipa, mas é uma felicidade enorme poder participar e estar ligado a um marco histórico desde clube", desabafou Vítor Gomes, visivelmente surpreendido com a receção.

Já o treinador José Mota destacou "a forma extraordinária com a Vila das Aves e os adeptos do Desportivo acarinham a equipa", dedicando-lhes o triunfo conseguido.

"Não é só por chegarmos ao final que temos este apoio. Mesmo nas derrotas e nos momentos mais difíceis os adeptos têm estado presentes e ajudado a ultrapassar os obstáculos. Estamos numa terra de gente humilde, mas muito generosa", disse o técnico.

José Mota, que também pela primeira vez na carreira de treinador conseguiu o apuramento para a final da Taça da Portugal, mostrou-se "orgulhoso por comandar um grupo de jogadores extraordinários" e ter o apoio de uma direção "que faz um grande esforço para que não falte nada ao clube".

Apesar do entusiasmo pelos festejos da Taça de Portugal, vários adeptos pediram igual empenho à equipa para o que resta do campeonato da I Liga, onde o Aves ainda não tem a manutenção garantida.

O treinador José Mota garantiu que "já a partir de hoje toda concentração será posta nas quatro 'finais' que restam do campeonato para que no fim da época os festejos sejam a dobrar".