Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

César Boaventura: "Estávamos a jantar e o guarda-redes do Marítimo recebeu um telefonema e disse-me que era o Jesus a oferecer-lhe €150 mil"

O empresário visado na reportagem emitida pela SIC na quarta-feira nega as acusações e ataca o Sporting: "Bruno de Carvalho é a pessoa mais corrupta que está no futebol português"

Expresso

Partilhar

O nome de César Boaventura surge na reportagem da SIC "Pagar para perder" porque há um jogador do Marítimo que denuncia ter sido aliciado pelo agente em questão, alegadamente em nome do Benfica.

Apesar de ter admitido que tinha estado na Madeira naquela época de 2015/16, César Boaventura negou, à SIC, qualquer tipo de aliciamento e, à CMTV, aproveitou para fazer acusações acerca da reportagem. "Estive com o Salin [em 2015/16 era guarda-redes do Marítimo, atualmente é guarda-redes do Sporting] antes desse jogo [o Marítimo-Benfica que é referido na reportagem], pois tinha propostas da Turquia para ele. Quando estávamos a jantar, recebeu um telefonema e, depois de desligar, disse-me que era o Jorge Jesus a oferecer-lhe €150 mil para não sofrer golos contra o Benfica", alegou o empresário.

Boaventura acusou também Bruno de Carvalho de estar por trás de toda esta denúncia, para prejudicar o Benfica. "Isto é tudo montado por Bruno de Carvalho para desviar as atenções dos problemas que tem. Está a montar uma história da carochinha, está a usar o dinheiro do Sporting para contratar jogadores para mentir contra o Benfica", alegou à CMTV, atacando o presidente do Sporting.

"Ele pode processar-me, mas ele é a pessoa mais corrupta que está no futebol português, com menos escrúpulos, que acusa todos e devia ter vergonha na cara. Esse senhor é um cretino", concluiu.