Tribuna Expresso

Perfil

Jogos Olímpicos

Dulce Félix falha objetivo mas “cumpre dever” nas Olimpíadas

Ana Dulce Félix terminou a maratona em 16.º lugar. As atletas Sara Moreira, campeã europeia da meia-maratona, e Jéssica Augusto, não concluíram a prova

Helena Bento

Vice-campeã europeia dos 10.000 metros, Dulce Félix terminou a prova visivelmente satisfeita.

INÁCIO ROSA/LUSA

Partilhar

Ana Dulce Félix terminou a maratona olímpica em 16.º lugar, com o tempo de 2h24m04s, a cerca de seis minutos de diferença de Jemima Jelagat Sumgong, de 31 anos, que venceu a prova.

Vice-campeã europeia dos 10.000 metros, Dulce Félix falhou o objetivo de se posicionar entre as primeiras 12 atletas, mas terminou a prova visivelmente satisfeita. “Acabar uma maratona olímpica já é de louvar”, disse a atleta, que correu em condições difíceis, devido ao calor. “Saio daqui com o meu dever cumprido”, acrescentou. Em 2.º e 3.º lugar ficaram Eunice Jepkirui Kirwa, do Barhein, e Mare Dibaba, da Etiópia, respetivamente.

As atletas portuguesas Sara Moreira, campeã europeia da meia-maratona, e Jéssica Augusto, não concluíram a maratona. Questionado pelos jornalistas a respeito da desistência de Sara Moreira, aos 6,7 quilómetros de prova, Jorge Vieira, presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, disse não ter ainda falado com a atleta, que correu “porque se sentia em boas condições”. Sara Moreira apresentou queixas musculares “há algumas semanas”, mas respondeu “bem” ao treino, disse Jorge Vieira aos jornalistas presentes no Sambódromo, palco onde decorrem, por tradição, os desfiles das escolas de samba no carnaval, e que nesta edição brasileira dos Jogos Olímpicos recebeu as provas de tiro com arco e a maratona.

“Estamos a falar de uma atleta que não é novata e que não está nos Jogos pela primeira vez. É uma atleta de grande sacrifício e veio para obter um bom resultado. Não tenho a mais pequena dúvida. A Sara preparou-se anos para isto. Se ela tivesse a mais pequena dúvida, seria ela a não querer estar presente”, afirmou o presidente. Ao site Maisfutebol, Jorge Vieira deu mais detalhes sobre as queixas da atleta: “Foi um problema muscular na coxa direita, com um pequeno incómodo a nível ósseo. Havia esse foco de lesão que terá sido debelado. A nível médico não havia nenhuma proibição. A Sara reportou que estava em condições”.

Jésica Augusto, por seu lado, não chegou a passar no ponto de controlo dos 20 quilómetros. A sua desistência foi entretanto confirmada.