Tribuna Expresso

Perfil

Jogos Olímpicos

Uma despedida de ouro: “Tudo começou com um miúdo a nadar”

Após ter conquistado a 23ª medalha de ouro nas suas participações nos Jogos Olímpicos, Phelps despede-se. “Vou começar o próximo capítulo da minha vida. Vou retirar-me, mas não acabei para a natação”

Maria João Bourbon

MARTIN BUREAU/AFP/Getty Images

Partilhar

Na noite de sábado, o nadador norte-americano agarrou a sua última medalha olímpica, após ter competido na prova de 4x100m estilos, fazendo o percurso de mariposa. Mais um ouro, para juntar a todas os outros. Com este, Michael Phelps fecha um ciclo de participação olímpica: 23 medalhas de ouro, três de prata e duas de bronze. Só no Rio de Janeiro o atleta de 31 anos conquistou cinco ouros e uma prata.

No momento em que subiu ao pódio pela 28ª vez, emocionou-se. “Tudo começou com um miúdo a nadar e acabou por ser uma coisa espectacular. Vivi um sonho que se tornou realidade. Era algo que queria há tanto tempo! E poder terminar nestes jogos foi a forma perfeita.”

Revendo a sua carreira, Phelps garante que conseguiu alcançar na natação tudo aquilo que queria. As emoções misturam-se com lágrimas e palavras. “Ao entrar na piscina esta noite as emoções começaram a vir à superfície. Foi uma emoção muito maior do que em 2012, mas acho que isso é bom.”

Partilhando o título com Ryan Murphy, Cody Miller e Nathan Adrian, que com ele participaram na prova em representação dos Estados Unidos, o atleta reforça aquilo que já tinha dito. “Vou começar o próximo capítulo da minha vida. Vou retirar-me, mas não acabei para a natação. É o início de algo novo.”

Palavras-chave

Partilhar

  • O fã que impediu Phelps de alcançar o ouro

    Jogos Olímpicos

    “Mais quatro anos? Não. Não. Acabou-se.” O atleta norte-americano anunciou assim que não irá aos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, após perder a medalha de ouro para o asiático Joseph Schooling, o menino que há oito anos lhe pedira para tirar uma fotografia