Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Onde estava Maxi quando Fejsa se lesionou? Esta e outras respostas reveladoras de Lá em Casa Mando Eu

Liga dos Campeões? Catarina Pereira já está a preparar mentalmente o clássico contra o Benfica: “Aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo”

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

José Coelho/Lusa

Partilhar

Casillas

Continua a ter uma vida mais ou menos descansada, fruto da maior solidez defensiva da equipa e do estranho alinhamento dos astros que a permite. No entanto, aos 85 minutos, viu-se obrigado a interromper o turismo no Porto e aquela review de francesinhas no TripAdvisor para fazer uma excelente defesa.

Maxi Pereira

Numa altura em que ainda procura um álibi para a noite de ontem (ninguém sabe onde estava quando Fejsa ficou lesionado), recuperou a titularidade e a vontade de dar uns pontapés... na bola, na bola, seus malandros, estavam a pensar em quê? Talvez a ideia seja dar-lhe minutos para estar pronto para o jogo do próximo domingo, porque será necessária uma enorme precisão para acertar naqueles um ou dois jogadores do Benfica que ainda não se lesionaram esta época.

Felipe

Está cada vez mais afinado nas antecipações e, lá à frente, ainda falhou um remate quando estava isolado, aos 32 minutos, por não ter pegado bem na bola. Dá a ideia que hesita menos quando tem de encostar num avançado adversário. Dado que é defesa central, é tudo o que se lhe pede (às vezes sobressai este meu alter ego de treinadora dos anos 80).

Marcano

Mais um jogo sem sofrer golos e mais um jogo sem asneiras dos centrais. Aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo, aguentem até ao próximo domingo.

Alex Telles

Na ausência de Layún, acabou por ficar com a tarefa de ser o lateral que assiste para o golo de André Silva na marcação de um canto. Enviou ainda uma bola ao poste, num livre, aos 33 minutos. Numa altura da minha vida onde eu já tinha definido na minha cabeça que queria Maxi à direita e Layún à esquerda no domingo, Alex veio complicar a minha opinião, na qual Nuno devia basear-se sempre, sobretudo depois dos jogos.

Danilo

Numa semana em que foi escandalosamente posto de parte da lista da Bola de Ouro e dos melhores treinadores (o seu adjunto, Fernando Santos, foi nomeado como provocação), Danilo deu a resposta que se esperava: exímio na recuperação de bolas e até atrevido por andanças mais avançadas. Perdeu uma bola aos 80 minutos que criou um lance de perigo e proponho a irradiação do estádio a quem assobiou o senhor comendador por um momento que só nos devia fazer lembrar que também é humano.

Herrera

Esteve mais intenso na recuperação da bola e daí o cansaço evidente na segunda parte. Confesso que, na sua substituição, me senti mal com os assobios de alguns adeptos portistas, que pelos vistos andam a ler a Tribuna. A partir de agora, prometo tentar olhar com mais atenção para o lado positivo de Herrera e, para o animar, peço a Michel Preud'homme que não lhe traduza o que tenho escrito.

Óliver

Mais uma vez, o FC Porto fica com razões de queixa da arbitragem: ao não assinalar o penálti que Óliver fez, por mão na bola, o árbitro deixou Artur Soares Dias muito mais pressionado para domingo, já que Pedro Guerra e companhia vão invadir agora todo o espaço mediático com este lance absolutamente fortuito e que no fundo faz parte do futebol. Os árbitros não têm direito a repetições e esta gente esquece-se disso. Enfim, são ruins mesmo. Vocês sabem do que eu estou a falar!

Otávio

Fez bem em poupar-se neste jogo. Eu também não estive muito empenhada, daí não ter grande coisa a dizer sobre o rapaz.

Diogo Jota

Muito se tem falado da juventude deste ataque do FC Porto e até admito algum receio em relação a esse facto nos jogos mais difíceis, onde a falta de experiência e o excesso de acne podem ser prejudiciais. Diogo Jota tem a seu favor o cadastro como jogador do Atlético de Madrid, mas às vezes fico com a sensação de que precisa de pôr mais em prática o que aprendeu no estágio com os sicários de Pablo Escobar, perdão, Diego Simeone.

André Silva

Mais um golo determinante para o nosso querido ponta de lança que hoje foi apanhado pelas câmaras a dizer ao árbitro "o outro menino empurrou-me", num dos dois lances em que ficou a pedir penálti. André, adoro-te, mas tens de exigir isso com cara de mau senão eles continuam a roubar-nos.

Rúben Neves

Entrou numa altura em que a equipa estava a recuar demasiado no campo, (numa bonita atitude da equipa para privilegiar o espectáculo da Champions, em vez de procurar o 2-0 que faria com que as audiências diminuíssem) e teve ainda o papel ingrato de dizer "bom jogo" a Herrera, no momento da substituição.

Corona

Aquele momento em que Nuno muda o sistema da equipa tornou-se o nosso aquecimento global: tememo-lo, mas pouco fazemos para o evitar porque às vezes até fica quentinho e sabe bem. Desta vez, a entrada de Corona trouxe novamente perigo ao nosso ataque e, aos 75 minutos, esteve mesmo perto de marcar após uma boa jogada individual, o que teria sido tão raro como dias de calor em Novembro.

Layún

Será um luxo ter um lateral como Miguel Layún no banco, mas jogar com 3 laterais era mais esquisito do que entrar com 3 centrais em Dortmund e portanto alguém tem de ficar de fora.

Partilhar