Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Portugal perdeu com o Chile e a culpa é toda do bruxo Nhaga (diz Lá em Casa Mando Eu)

Se ainda não sabe quem é o bruxo Nhaga, Catarina Pereira explica: "Aos 118 minutos, mostrou todo o seu poder, levando a bola a bater duas vezes nos postes da baliza de Rui Patrício"

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

YURI CORTEZ/GETTY

Partilhar

Rui Patrício

Durante anos, o guarda-redes indiscutível da seleção nacional era Vítor Baía, que ganhou campeonatos, taças, UEFA, Champions e o meu coração. Nessa altura, a seleção ganhava tantos títulos como San Marino. Agora, o guarda-redes desta geração é Rui Patrício, que acho que já ganhou umas Taças de Portugal e três torneios quadrangulares de 5x5 nos treinos do Sporting. No entanto, Portugal é campeão da Europa. Tendo em conta o padrão, daqui a uns anos sugiro apostarmos num guarda-redes da segunda divisão, ou seja, do Benfica.

Cédric

Daqui a 20 anos, Cédric será:

A) Treinador dos sub-21, com vários fracassos em fases finais, mas dizendo que o importante é formar jogadores para a selecção principal (treinada por Pepe);

B) Comentador da SportTV, substituindo Pedro Henriques e podendo dizer "o jogador quando joga na selecção sente isto ou aquilo", sem deixar o telespectador com vergonha alheia;

C) Treinador-adjunto de William Carvalho em todos os clubes por onde este passar (Sporting, Sporting B e Alcochetense), mas Cedric consegue ter direito a ficar com o iPad no banco.

Votem nos comentários.

José Fonte

Aos 111 minutos, parece ter feito um penálti, que não foi assinalado. Aparentemente, José Fonte é imune ao videoárbitro, o que infelizmente para ele pode querer dizer que está muito perto de assinar pelo Benfica.

Bruno Alves

Manteve uma entretida luta com Vidal, mas sem nunca lhe dar mesmo três bofetadas e quatro pontapés no pescoço, provando que ou está mesmo velho, ou a Taça das Confederações não conta mesmo para nada, o que justifica ainda que haja adeptos que façam a onda ao fim de dez minutos de jogo.

Eliseu

O Porto Canal revelou ontem que o Benfica recorre a bruxaria para vencer o campeonato e talvez isso explique a insistência de Fernando Santos no defesa-esquerdo. Estamos a tentar que os poderes do Senhor Nhaga estejam tão entranhados em Eliseu que depois se libertam em pós mágicos e beneficiam também a selecção. Eu, que sou ateia e pouco crente em misticismos, acho isso uma parvoíce. Até parece que Portugal é campeão da Europa, com um golaço do Eder, contra a França, em Paris, depois de uma praga de traças e com o Ronaldo lesionado. Ah, espera.

William Carvalho

Joga com ar entediado, como se nem um peido do Salvador Sobral tivesse vontade de aplaudir, mas hoje percebeu que havia pessoas estrangeiras de clubes de futebol estrangeiro com dinheiro a ver o jogo e até correu mais do que o costume e mostrou alguns resquícios do William que já foi uma grande promessa. Foi como se tivesse uma entrevista de emprego e entregasse o currículo, omitindo tudo o que fez no último ano. Se lhe perguntarem, responderá que esteve a conhecer-se a si próprio.

Adrien

Junho bate recordes de temperatura, os colegas começam a ir de férias, as fotos nas redes sociais só mostram areia e mar e nós estamos presos no escritório, sem ar condicionado e a tirar fotos ao almoço da cantina. É nestas alturas que achamos que o mundo é injusto e que está tudo contra nós. E é nestas alturas que Adrien percebe que, por muito que faça na seleção, ainda é jogador do Sporting e o Leicester já não parece interessado.

Bernardo Silva

É sempre um prazer saber que o Benfica desperdiçou um talento destes. Era como se tivessem visto o bruxo Nhaga em Vilar de Perdizes, numa sexta-feira 13, e achassem que ele era um charlatão e ia dar azar.

André Gomes

Ontem o Benfica fez uma publicidade aos seus lugares cativos no estádio em que contratou um ator que teve de fingir o sotaque do Porto. Para uma portuense como eu, ouvir aquela tentativa de sotaque foi como ver o Brad Pitt a falar italiano no "Inglourious Basterds". E ver que André Gomes é entendido como o melhor que temos para aquele papel é também um bocadinho confrangedor. Felizmente, isto já acabou. "Arrivêrdéxi".

André Silva

Falhou algumas oportunidades, perdeu umas lutas na grande área do Chile e ainda falou mal com o senhor árbitro por ter supostamente sofrido falta para grande penalidade. Podia fingir-me preocupada, mas já rendeu os 38 milhões, portanto está tudo bem.

Cristiano Ronaldo

Passou o jogo isolado, a saltar com uma pessoa do tamanho do Marques Mendes, mas com a agressividade do Marco do Big Brother. Falhou dois golos e não teve sequer oportunidade de marcar o penálti, pelo que já avisou os colegas que para a próxima batem os gémeos e se perdermos que se...

Nani

No intervalo do prolongamento, Fernando Santos colocou as mãos à frente da boca e falou com Nani. Tivemos acesso ao diálogo técnico em exclusivo:

"Nani, tens um cigarro?"
"No meu cacifo, mister"
"Isto vai a penáltis, não sei o que fazer"
"Não se preocupe que nós treinámos sozinhos"

Quaresma e João Moutinho

Tal como Nani, entraram em campo com a missão de tentar melhorar o jogo da equipa e garantir que pelo menos a seleção não iria perder este jogo. Infelizmente, tal como Nani, entraram em campo convencidos que sabem marcar penáltis.

Gelson Martins

Não sei o que dizer, além de que é um bocado estranho isto das quatro substituições. Ainda por cima nem teve tempo para falhar um penálti.

Bruxo do Benfica (este aqui)

Aos 118 minutos, mostrou todo o seu poder, levando a bola a bater duas vezes nos postes da baliza de Rui Patrício. No fim do prolongamento, enviou e-mail à Federação a pedir o pagamento, mas Fernando Gomes não foi tão rápido como Luís Filipe Vieira e perdemos nos penáltis.