Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Danilo ser fã de birdwatching e a alcunha dos jogadores do Besiktas ser as águias negras é pura coincidência

A Catarina Pereira, do Lá em Casa Mando Eu, lamenta a forma como viu o senhor comendador comporta-se em campo, e usou esta analogia, sobretudo, para salientar a forma como Danilo assistiu à ave do Besiktas que tinha "uma penugem esbranquiçada na cabeça"

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Casillas

Tornou-se o jogador com mais partidas nas competições europeias, mas também se tornou o primeiro guarda-redes do FC Porto que sofreu um golo do Talisca, o que anula qualquer marca positiva alcançada hoje e que agora só pode ser compensada caso se torne o guarda-redes com mais golos marcados nas competições europeias ou o primeiro guarda-redes do FC Porto a dar um pontapé na cabeça do Talisca.

Maradona de Nice

Não esteve bem a defender, mas esteve menos mal a atacar: chegou até a cruzar umas bolas que bateram sempre num adversário e infelizmente não foram para a baliza, apesar da óbvia intencionalidade, tendo ficado então muito perto de entrar na corrida para o prémio Puskas.

Felipe e Marcano

O Sporting ganhou um jogo fora na Champions, Paulo Fonseca deu um banho táctico a Sarri, Messi finalmente marcou a Buffon e os nossos centrais deixaram a equipa sofrer três golos. Há dias assim, esquisitos.

Alex Telles

Teve como missão marcar Quaresma e fez tudo bem a não ser daquela vez que o deixou cruzar, ou daquela que o deixou rematar ou daquela que o deixou passar. Redimiu-se ao marcar o canto que dá o empate e ao ser dos únicos presentes no Estádio do Dragão a não aplaudir Quaresma quando saiu.

Danilo

O birdwatching é uma actividade que consiste no prazer da observação de aves no seu habitat natural, sem interferência no seu comportamento ou no seu ambiente. O senhor comendador fê-lo hoje com excelência, observando os adversários sem interferir no seu comportamento ou no seu ambiente, principalmente um que lá andava com uma penugem esbranquiçada na cabeça.

Óliver

Não sei o que foi mais chocante para mim hoje: descobrir que já havia uma música demasiado parecida com os "Sonhos de Menino" do Tony Carreira ou que o Óliver também sabe jogar mal.

Corona

É uma pena que a Liga dos Campeões não conte com uma espécie de vídeo-árbitro que amanhã nos divulgasse as comunicações entre Corona e os colegas durante a primeira parte: "vai, vai lá tu", "não me passes, por favor", "continua sozinho, estás a ir bem", "olha aquele rapaz do Besiktas está aí a correr e é preciso que vá lá alguém, força companheiros!"

Brahimi

Foi dos mais insistentes no ataque e fez algumas daquelas manobras que nos deixam em êxtase, mas depois encontrou a azelhice dos colegas ou um rapaz chamado Pepe que, se tiver a sorte de passar pelos clubes certos, pode ter uma grande carreira.

Marega

Um jogador muito parecido com ele recebeu uma bola de peito logo no primeiro minuto e rematou de primeira. Foi incrível. Depois forçou o auto-golo do Besiktas e aguentou até ao fim com a luta e vontade que todos lhe reconhecemos. Já sabem: quando estiverem desmotivados e acharem que não conseguem ser ninguém na vida, lembrem-se que o Marega jogou um jogo na Champions. Persigam os vossos sonhos!

Soares

Falhou um golo isolado, fazendo ecoar na minha cabeça a frase "O Aboubakar não falhava esta". Agora imaginem o meu choque...

André André

Entrou para reforçar o meio-campo porque, ao que parece, é uma zona muito valorizada na Liga dos Campeões. Talvez o treinador tenha percebido que não dá para jogar contra equipas europeias da mesma maneira que em qualquer jornada da Liga portuguesa. Ou talvez só tenhamos mais cinco jogos nas competições internacionais para nos preocuparmos com isto.

Otávio

O furacão Irma levou tudo à frente: casas, pessoas, postes de eletricidade, árvores, etc. O Otávio não.

Hernâni

É rápido.