Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

O FC Porto goleou o Paços mas Lá Em Casa Mando Eu tem razões de queixa... dos laterais do Sporting e do Benfica

O FC Porto goleou (6-1), sim, mas Catarina Pereira está aflita com os jogadores que tem (entre eles "comendador hipster" e "Lorde Marega"): "Rogério Casanova tem nos laterais esquerdos do Sporting material para um Nobel. O Azar do Krajl tem como laterais direitos André Almeida e Douglas, rubricas que se escrevem praticamente sozinhas. E eu? Que faço com Alex Telles? Digo outra vez que jogou bem, subiu muitas vezes e bateu as bolas paradas de maneira sublime?"

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

MIGUEL RIOPA

Partilhar

José Sá

A minha opinião sobre a baliza do FC Porto é a seguinte: ela deve ser ocupada pelo melhor guarda-redes da equipa neste momento, desde que ele se chame Casillas, ou seja espanhol, ou tenha sido campeão da Europa e do Mundo, ou tenha batido o recorde de tempo sem sofrer golos no arranque de uma época. Dito isto, e vendo a barba de José Sá perfeitamente aparada, claro que é o treinador que manda. Se Casillas defendia o golo do Paços de Ferreira? Não sei, provavelmente sim, se não estivesse ainda a rir-se do frango do Svilar.

Ricardo

Com um golo e duas assistências, fez provavelmente a sua melhor exibição com a camisola do FC Porto, provando que a estratégia de Sérgio Conceição de rodar os laterais pode por vezes não fazer sentido absolutamente nenhum, mas também pode às vezes motivar o habitual titular a fazer jogos espectaculares, interrompidos pela sua consequente e surpreendente substituição. Percebo agora que a frase ficou muito longa e confusa, agora imaginem a cara do Ricardo quando ler isto e perceber que é por causa disto que um dia destes vai voltar a ser suplente do Layún.

Felipe

Como Sérgio Conceição se tem fartado de mostrar que ninguém tem lugar assegurado nesta equipa, Felipe decidiu subir no campo e marcar dois golos (um deles foi anulado, não sei bem porquê). O nosso central, que já topou que daqui a umas jornadas vai ser substituído pelo Reyes só porque sim, está a tentar mostrar desde já que pode ser opção também para ponta de lança. Espertinho.

Marcano

Como não marcou nenhum golo, é ele que vai dar o lugar ao Reyes não tarda nada.

Alex Telles

Mantém o seu estatuto de ser completamente imune a qualquer piada e, logo, o mais difícil de escrever. Rogério Casanova tem nos laterais esquerdos do Sporting material para um Nobel. O Azar do Krajl tem como laterais direitos André Almeida e Douglas, rubricas que se escrevem praticamente sozinhas. E eu? Que faço com Alex Telles? Digo outra vez que jogou bem, subiu muitas vezes e bateu as bolas paradas de maneira sublime? Depois admirem-se se isto um dia for parar aos Truques da Imprensa Portuguesa.

Danilo

Este foi um daqueles jogos em que parecia ser golo de cada vez que rematávamos à baliza, excepção feita a um lance de Danilo aos 53 minutos, quando falhou escandalosamente um golo de baliza aberta. Ele é assim: quando todos vão no mesmo sentido, ele vai no contrário, tornando-o muito melhor só por isso. Danilo não é de fazer o que todos fazem, mas antes de traçar o seu próprio caminho e lançar uma nova tendência. Enfim, é um comendador hipster.

Herrera

Se pensam que vou dizer mal dele só porque não controlou um mau passe de Aboubakar que depois deu o golo do Paços, estão muito enganados, até porque o FC Porto marcou 5 golos depois disso e eu não sou de ficar a remoer. Além disso, prefiro refletir sobre o porquê de Herrera ter decidido marcar um livre direto do lado direito da área pacense. A sério, o que é que ele achou que ia acontecer? Marcar um golaço ao ângulo? Vou continuar a pensar nisto, sugiro que se juntem.

Corona

Não esteve propriamente bem na primeira parte, mas na segunda fez um golo e uma assistência, deixando sinais claros ao Paços de Ferreira que tem sérios problemas defensivos.

Brahimi

Este ano parece que o universo encontrou o equilíbrio perfeito: como Aboubakar e Marega não são propriamente dois portentos técnicos, Brahimi tem como missão ser o único elemento do ataque que sabe receber bolas, dominá-las através de um ou mais adversários e passá-las em condições para o seguinte jogador da equipa. Por outro lado, como Aboubakar e Marega parecem ter-se tornado dois bons avançados, Brahimi tem como missão ser o único elemento do ataque que falha golos fáceis, como o que não marcou aos 38 minutos, praticamente da marca de penálti e sem oposição, a não ser a mão de um defesa do Paços que o videoarbitro teve o azar de não ver. Dizia eu, este ano parece que o universo encontrou o equilíbrio perfeito: cada vez que me questiono que voltas deu a minha vida para acabar satisfeita com Aboubakar e Marega, penso como é possível que ainda não me tenham tirado Brahimi.

Marega

Marcou mais dois golos e ainda cortou um contra-ataque muito rápido do Paços numa altura em que parecia lesionado e coxeava muito. A Ordem dos Engenheiros esclareceu esta semana que José Sócrates não é engenheiro, exigindo-se que na próxima esclareça que Moussa é Lorde Marega e muito mais.

Aboubakar

Marcou o sexto da equipa e correu para uma câmara a pôr a língua de fora, relegando Madonna para o segundo lugar no ranking de estrelas mundiais que fazem o que querem da vida, indiferentes às críticas dos invejosos.

André André

Quando a equipa regressou do intervalo, as câmaras da Sport TV captaram Maxi Pereira a tentar obrigar Iker Casillas a ceder-lhe o lugar onde estava sentado no banco. Os nossos dois veteranos trocavam palavras imperceptíveis e riam-se, enquanto Óliver se levantava e dava o lugar a Maxi. Percebi nessa altura que qualquer um dos nossos médios tem mais hipóteses de jogar do que Óliver: é que até quando o problema não é dele aceita resolvê-lo sem reclamar.

Hernâni

É rápido.

Galeno

Houve vénias das bancadas quando Marega saiu. Vénias. A Marega. Adoro o meu clube.