Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Nuno: “Sabemos como e quando podemos magoar”

Na antevisão ao jogo desta quarta-feira frente à Roma, o técnico portista disse que quer “encarnar o espírito” que a seleção nacional teve quando foi campeã da Europa. Já Danilo lembrou que a maior força que os jogadores podem ter é o apoio de todos os portugueses

Expresso

FERNANDO VELUDO/ Lusa

Partilhar

“Uma equipa competitiva, que não renuncia a nada, solidária, unida, que sabe que só junta e completamente comprometida consegue os seus objetivos. Essa é a equipa do FC Porto.” Foi assim que Nuno Espírito Santo descreveu o que podem os adeptos portistas esperar do jogo desta quarta-feira frente à Roma. O FC Porto vai defrontar os italianos no Estádio do Dragão, às 19h45, numa partida a contar para o play-off da Liga dos Campeões.

“Queremos competir. Conhecemos o rival, sabemos como e quando podemos magoar e ao que temos de ter atenção. É tudo igual. Um jogo da Liga ou da Champions será sempre interpretado da mesma maneira: com uma vontade inequívoca de vencer”, disse o treinador azul e branco na conferência de imprensa de lançamento do jogo.

Nuno Espírito Santo defendeu também que a grande vantagem da equipa é jogar em casa e ter o apoio dos adeptos. Aliás, acrescentou que um dos objetivos da época é tornar o Estádio do Dragão num terreno “muito difícil para qualquer adversário”.

“O que a nossa seleção conseguiu no Europeu foi algo histórico, que faz sentir todos os portugueses orgulhosos. Se conseguirmos - e tenho a certeza que vamos conseguir - encarnar esse espírito, vamos sentir-nos especiais para defrontar qualquer adversário, que vai encontrar pela frente não só 11 jogadores muito motivados mas um país a apoiar”, sublinhou o técnico.

Também Danilo lembrou que a Liga dos Campeões se trata de uma prova europeia e que espera contar não só com o apoio dos portistas, mas de todos os portugueses. “Uma competição destas só valoriza Portugal”, defendeu.

O médio desvalorizou o facto de o FC Porto já ter arrancado a época e os italianos ainda não. “É importante, mas não é tudo”, disse. “A Roma é uma equipa muito completa, que tanto na defesa como no ataque tem muitos valores. Cabe ao Porto encontrar as fragilidades, analisar bem a equipa e atacar essas fragilidades. Atacam bem, fazem muitos golos e cabe-nos contrariar esse facto.”

  • Nuno Espírito Santo prepara assalto ao euromilhões

    FC Porto

    Em estado de graça após a vitória frente ao Rio Ave, Nuno Espírito Santo tem esta quarta-feira, no Dragão, a sua prova de fogo europeia contra a AS Roma de Luciano Spalletti. Oleada em campo, a máquina portista continua a somar erros, como a contratação do ponta de lança Laurent Depoitre, inibido pela UEFA de jogar o play-off de €15 milhões de acesso à Champions por já ter atuado nas rondas europeias esta época