Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Isto não é para quem quer, é para quem pote

A análise às coisas boas, más e assim-assim do sorteio da Liga dos Campeões. Bom pote para o FCP, nem tanto para o Sporting e a sorte deixou o Benfica ali pelo meio

Expresso e Carlos Esteves

ERIC GAILLARD / Reuters

Partilhar

Primeiro as boas notícias para quem recentemente não as teve: o sorteio foi bom para o FC Porto. Corrigimos: foi muito bom. É o ocaso a premiar os azuis e brancos por terem superado um sorteio anterior que havia sido mau. Corrigimos: muito mau. Nuno vai ter de começar a estudar o Leicester, o Club Brugge e o Copenhaga, porque são estes os adversários que o separam dos oitavos de final. A benignidade que não houve no sorteio que deu a Roma (fica a ideia que será um adversário mais difícil que qualquer dos três atuais) aconteceu agora.

Prosseguimos com as notícias assim-assim: o sorteio não foi mau para o Benfica. Mas acrescentamos: também não foi ótimo. Há Nápoles e nunca se sabe o que virá dali - os italianos estão em processo de pós-divórcio litigioso, porque perderam a mal Higuaín, mas há ali matéria futebolística para complicar o Benfica. Depois há Dinamo Kiev, que sem amedrontar desenvolveu boas memórias recentes em Portugal - afastou o FC Porto dos oitavos há um ano (empate na Ucrânia, vitória no Dragão). E há ainda Besiktas, o que implica experimentar aquele público fervilhante e até intimidante quando as coisas lhes correm bem. E Besiktas implica o regresso à Luz de Talisca, porque o brasileiro foi emprestado ao clube turco, e ainda de Quaresma, que já venceu e perdeu na casa do Benfica quando vestia de azul e branco. E até pode acontecer que Aboubakar lá regresse, ele que marcou o golo da vitória do FCP na Luz para a liga do ano passado, tal como Indi, que não tem histórias muito felizes para contar sobre as suas experiências com o Benfica - ambos, conta-se, podem ser emprestados pelo FC Porto ao Besiktas.

E agora as más notícias desportivas e boas para a bilheteira: o Sporting vai ter Real Madrid e Dortmund pela frente, o que implica dificuldade máxima dentro de campo mas muito provavelmente bancadas cheias em Alvalade para observar os artistas. O sorteio não foi meigo, mas não anula o sonho: o Sporting tem ali no Dortmund o rival a marcar na luta pelos oitavos. Quanto ao terceiro adversário, vem da Polónia - Légia Varsóvia. Seis pontos com os polacos são perspetiva obrigatória para lutar por mais três em casa com os alemães e tentar ir a Dortmund evitar perder três. Já se sabe que nem sempre 10 pontos abrem as portas dos oitavos, mas são mais as vezes que abriram dos que as que fecharam.

Temos a tabela dos grupos já a seguir, mas deixamos uns destaques: Guardiola regressa a Barcelona (é um dos grandes grupos da Champions: City, Barça, Mönchengladbach e Celtic), no grupo D está bonito (Bayern, Atlético, PSV) e Leonardo Jardim apanhou com Leverkusen e Tottenham. Os primeiros jogos chegam a 13 e 14 de setembro. Já falta pouco.