Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Dortmund-Monaco adiado após explosão que feriu jogador

Um dispositivo explosivo foi detonado perto do autocarro que transportava a equipa do Borussia Dormund para o Signal Iduna Park, em Dormund, para o jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, contra o AS Monaco

Diogo Pombo

SASCHA SCHUERMANN / Getty

Partilhar

O autocarro do Borussia Dortmund foi atingido esta terça-feira por três explosões quando se encaminhava para o Signal Iduna Park, estádio do clube. O incidente, ocorrido por volta das 17h30 locais (18h30 portuguesas), levou ao adiamento do jogo frente ao AS Monaco - que será realizado esta quarta-feira, pelas 17h45.

As explosões feriram Marc Bartra, jogador do Borussia, que foi transportado para um hospital. O defesa central espanhol, de 26 anos, que se transferiu esta época do Barcelona para o clube germânico, ficou com "ferimentos ligeiros" no braço, confirmou a mãe do jogador à COPE, rádio espanhola.

Kai Pfaffenbach

Pouco depois, o Sport, diário desportivo catalão, escreveu, citando "fontes próximas" do jogador, que Bartra estava bem, mas "em estado de choque", e que ele e os companheiros de equipa não estavam em condições de jogar.

Cerca de 15 minutos antes da hora agendada (19h45) para o início da partida, o Borussia Dortmund informou que o jogo seria adiado para as 17h45 desta quarta-feira. No Twitter, o clube agradeceu a "cooperação de todos" e salvaguardou que "não há qualquer motivo de preocupação" para quem se encontrava no estádio.

O Borussia Dortmund tem Raphaël Guerreiro, internacional português, no plantel, que estava convocado para o jogo.

A partida seria contra o AS Monaco treinado por Leonardo Jardim, equipa francesa em que jogam Bernardo Silva e João Moutinho, ambos internacionais portugueses.

À hora a que foi confirmado o adiamento do encontro, milhares de adeptos já se encontravam nas bancadas do Signal Iduna Park - estádio com capacidade para mais de 81 mil pessoas. O Borussia, contudo, foi assegurando que "não havia qualquer perigo" para quem se encontrasse no interior do recinto.

Por volta das 20 horas, os adeptos do AS Monaco começaram a abandonar o estádio (por norma, os adeptos da equipa visitante têm de aguardar que os adeptos da casa saiam do estádio primeiro). Antes, porém, entoaram alguns cânticos de apoio ao Borussia Dortmund.