Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Dortmund-Monaco adiado após explosão que feriu jogador

Um dispositivo explosivo foi detonado perto do autocarro que transportava a equipa do Borussia Dormund para o Signal Iduna Park, em Dormund, para o jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, contra o AS Monaco

Diogo Pombo

SASCHA SCHUERMANN / Getty

Partilhar

O autocarro do Borussia Dortmund foi atingido esta terça-feira por três explosões quando se encaminhava para o Signal Iduna Park, estádio do clube. O incidente, ocorrido por volta das 17h30 locais (18h30 portuguesas), levou ao adiamento do jogo frente ao AS Monaco - que será realizado esta quarta-feira, pelas 17h45.

As explosões feriram Marc Bartra, jogador do Borussia, que foi transportado para um hospital. O defesa central espanhol, de 26 anos, que se transferiu esta época do Barcelona para o clube germânico, ficou com "ferimentos ligeiros" no braço, confirmou a mãe do jogador à COPE, rádio espanhola.

Kai Pfaffenbach

Pouco depois, o Sport, diário desportivo catalão, escreveu, citando "fontes próximas" do jogador, que Bartra estava bem, mas "em estado de choque", e que ele e os companheiros de equipa não estavam em condições de jogar.

Cerca de 15 minutos antes da hora agendada (19h45) para o início da partida, o Borussia Dortmund informou que o jogo seria adiado para as 17h45 desta quarta-feira. No Twitter, o clube agradeceu a "cooperação de todos" e salvaguardou que "não há qualquer motivo de preocupação" para quem se encontrava no estádio.

O Borussia Dortmund tem Raphaël Guerreiro, internacional português, no plantel, que estava convocado para o jogo.

A partida seria contra o AS Monaco treinado por Leonardo Jardim, equipa francesa em que jogam Bernardo Silva e João Moutinho, ambos internacionais portugueses.

À hora a que foi confirmado o adiamento do encontro, milhares de adeptos já se encontravam nas bancadas do Signal Iduna Park - estádio com capacidade para mais de 81 mil pessoas. O Borussia, contudo, foi assegurando que "não havia qualquer perigo" para quem se encontrasse no interior do recinto.

Por volta das 20 horas, os adeptos do AS Monaco começaram a abandonar o estádio (por norma, os adeptos da equipa visitante têm de aguardar que os adeptos da casa saiam do estádio primeiro). Antes, porém, entoaram alguns cânticos de apoio ao Borussia Dortmund.

Partilhar