Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Leonardo Jardim continua “a sonhar” com final da Champions

O Mónaco joga esta noite (19h45, SportTV1), em Itália, a passagem à final da Liga dos Campeões, mas a Juventus tem uma vantagem importante obtida na 1ª mão, em França (2-0)

Lusa

Leonardo Jardim tem 42 anos e é treinador do Mónaco

PATRIK STOLLARZ/GETTY

Partilhar

O treinador do Mónaco, Leonardo Jardim, afirmou que os monegascos "continuam a sonhar" em derrotar a Juventus na terça-feira e chegar à final da Liga dos Campeões de futebol.

"Estou muito satisfeito com os meus jogadores. Todos querem chegar à final. Muitos não acreditavam em julho que chegaríamos à fase de grupos e agora estamos nas meias-finais. Queremos continuar com os nossos sonhos. Tudo faremos para que esta não seja a nossa última partida [na 'Champions']", declarou o técnico português, em conferência de imprensa de antevisão da partida.

O Mónaco foi derrotado por 2-0 em casa pela Juvenrus, no jogo da primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, com dois golos do avançado Higuaín.

O argentino marcou os golos aos 29 e 59 minutos, adiantando a pentacampeã italiana de futebol na luta pela presença na final da 'Champions', marcada para Cardiff, no País de Gales, a 3 de junho.

A segunda mão das meias-finais realiza-se esta terça feira, em Itália.

"Será preciso fazer qualquer coisa mais para nos qualificarmos. Todos pensam que será difícil. É preciso mudar coisas para mantermos a esperança da qualificação", disse Leonardo Jardim, aconselhando "cabeça fria" aos jogadores e declarando que "o ideal será marcar na primeira parte".

Também na conferência de imprensa, o defesa francês Djibril Sidibé questionou: "porque não sonhar com uma qualificação para a final?".

"Se aqui estamos é porque acreditámos desde o início. Perdemos o primeiro jogo, mas vamos tudo fazer para realizar um bom jogo", insistiu.

O colega de equipa de Bernardo Silva e João Moutinho assegurou que o Mónaco "tudo fará para vencer o jogo" da segunda mão contra a Juventus.

"A tarefa é difícil, mas não impossível. Vamos realizar a partida perfeita. Apesar da juventude, há muito talento", acrescentou.