Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Ronaldo soma quinto título consecutivo de melhor marcador

O futebolista português Cristiano Ronaldo, jogador do Real Madrid, conquistou este sábado o quinto título consecutivo de melhor marcador da Liga dos Campeões, ao bisar na final frente à Juventus (4-1).

Lusa

Partilhar

Rei absoluto dos goleadores da história da Champions, com 105, em 140 jogos, contra 94 de Lionel Messi, em 115 encontros, o capitão da seleção lusa foi o melhor concretizador em 2007/2008 e nas últimas cinco épocas.

Na presente edição, Ronaldo era segundo até à final, com 10 golos, apenas menos um do que Messi, que caiu nos quartos de final e foi hoje ultrapassado.

Com mais este título, Ronaldo ultrapassou Messi, tendo sido agora seis vezes melhor marcador da principal prova europeia, mais um do que o argentino.

Ainda ao serviço do Manchester United, Ronaldo foi o melhor marcador pela primeira vez em 2007/08, com oito golos, mas Messi respondeu com quatro títulos consecutivos, ao marcar nove em 2008/09, oito em 2009/10, 12 em 2010/11 e 14 em 2011/12.

Depois, voltou a ser de novo a vez do internacional luso, que marcou 12 golos em 2012/13 e um recorde de 17 na temporada seguinte.
Em 2013/14, Messi manteve um título de vantagem, mas passando a liderar por 5-4, já que ambos marcaram 10 golos, tal como o brasileiro Neymar, o único jogador que se intrometeu nesta luta na última década.

Na temporada transata, Cristiano Ronaldo selou o segundo melhor registo de sempre, com 16 tentos, e igualou os cinco cetros do argentino.

Em 2016/17, Messi parecia imparável, depois de uma primeira fase com 10 golos, em cinco jogos, contra apenas dois de Ronaldo, em seis. O avanço ainda cresceu para 11-2, com o argentino a marcar nos 'oitavos', na 'remontada' ao PSG (6-1).

Mas, o jogador luso 'renasceu' nos quartos de final, frente ao Bayern Munique, com um 'bis' na Alemanha (vitória por 2-1 do Real Madrid) e um 'hat-trick' no Bernabéu (triunfo por 4-2, após prolongamento).

Cristiano Ronaldo passou a contar 100 tentos na 'Champions' e, na presente época, ficou a quatro tentos de Messi, conseguindo reduzir a diferença para um no jogo seguinte, com novo 'hat-trick', na receção ao Atlético de Madrid (3-0).

Na segunda mão das meias-finais, o português poderia ter alcançado ou superado o '10' do 'Barça', mas ficou em 'branco' na sua última visita ao Vicente Calderón.

Este sábado, em Cardiff, Cristiano Ronaldo chegou aos 12 golos na presente edição da prova.