Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Este é o adversário do Sporting na Champions. E não, não é o Steaua. É o FCSB

O Sporting joga esta terça-feira (19h45, RTP1) a 1ª mão da pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, frente aos romenos do FCSB, que são o Steaua de Bucareste, mas não são o Steaua de Bucareste (sim, é isso mesmo). Conheça melhor esta equipa teoricamente acessível para o Sporting

Expresso

Os romenos do Steaua de Bucareste

JOSE JORDAN/GETTY

Partilhar

O que se faz quando não nos emprestam um brinquedo? Para Gigi Becali, a solução é fácil: compra-se o brinquedo. Pelo menos foi assim que o (controverso) presidente do Steaua de Bucareste resolveu o problema da propriedade do clube.

É que o Steaua sempre foi o clube do exército romeno, desde 1947, ano em que foi fundado, mas quando Gigi Becali (e a sua conta bancária) entrou em cena, em 2003, quis deter o clube na sua totalidade. Seguiu-se uma batalha judicial, com Becali a sair vencedor, mas, em 2013, o Supremo Tribunal de Justiça devolveu a propriedade do clube ao Ministério da Defesa romeno.

O episódio seguinte na novela foi caricato: o clube entrou em campo, contra o CSMS Iasi, sem símbolo na camisola, porque já não podia ser Steaua. E, por fim, passou a ter uma nova designação: FCSB.

Ou seja, terça-feira, às 19h45, é o Futebol Clube Steaua de Bucareste que vai estar no caminho do Sporting rumo à Liga dos Campeões (e aos muitos milhões que ela traz).

Gigi Becali é o presidente do FCSB

Gigi Becali é o presidente do FCSB

DANIEL MIHAILESCU/GETTY

Apesar de já estar bem mais adiantado na época do que o Sporting - já realizou oito jogos oficiais -, o Steaua é um adversário teoricamente acessível para a equipa de Jorge Jesus. Chega a esta fase depois de ter eliminado os checos do Plzen (empate 2-2 em casa, vitória por 4-1 fora) e é 4º na Liga romena (três vitórias e três empates), mas não tem a qualidade dos sportinguistas, nem em termos coletivos, nem em termos individuais.

Alinhavado habitualmente num 4-2-3-1, é expectável que o Steaua entre em Alvalade com as linhas baixas, procurando um resultado que permita discutir a eliminatória na 2ª mão, na Roménia. Sem o médio português Filipe Teixeira, que está em dúvida por lesão, o meio-campo irá sofrer alterações, até porque o outro habitual titular, Budescu, também não estará disponível por lesão.

Na defesa, o treinador Nicolae Dica também tem mais problemas: o central Mihai Balasa também está lesionado e não jogará. Quem está garantido na frente de ataque é Alibec, o internacional romeno que é a grande referência em termos ofensivos, pela sua mobilidade, que permite aos romenos procurar rapidamente o contra ataque, sempre que possível. Algo que deverá acontecer esta noite, em Alvalade. Se o Sporting deixar, claro.