Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

O filho da experiência mais bem-sucedida de socialismo utópico da história da humanidade

O Sporting recebe o Barcelona, quarta-feira, na 2ª jornada da Liga dos Campeões, e isto obriga-nos a discorrer sobre Lionel Messi, o “génio que floresceu e sobressaiu na mais organizada e coletivista das equipas, essa bizarra mistura de colónia de formigas e kibutz povoada de génios altruístas”, explica o escritor Bruno Vieira Amaral

Bruno Vieira Amaral, escritor (artigo escrito na antiga ortografia)

Lionel Messi tem 30 anos - e 1,70m - e espantou o mundo ao estrear-se no Barcelona em 2004/05

Foto DEAN MOUHTAROPOULOS/GETTY

Partilhar

Cheguei a Barcelona no dia 20 de abril de 2007, instalei-me num simpático hotel na Via Laietana, liguei o pequeno televisor do quarto e vi como os noticiários passavam repetidamente as imagens de um jogo realizado dois dias antes, Barcelona-Getafe, a primeira mão da meia-final da Taça do Rei.

A equipa da cidade condal ganhou 5-2, mas o que interessava era a jogada do segundo golo, onze estranhos segundos, treze toques do mesmo jogador na bola, seis adversários, incluindo o guarda-redes, ultrapassados em velocidade ou caídos no chão, e a bola dentro da baliza.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS eandroid - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)