Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

O Benfica que se prepare. O Manchester United trucidou o CSKA Moscovo

Lukaku chegou aos 10 golos em nove jogos pelo Manchester United. O CSKA Moscovo perdeu por 4-1

Lusa

Lucy Nicholson

Partilhar

O treinador português do Manchester United, José Mourinho, defendeu na quarta-feira que a vitória por 4-1 no reduto do CSKA Moscovo, no grupo A da Liga dos Campeões de futebol, se deveu a "boas performances individuais".

No mesmo grupo do Benfica, que hoje foi goleado por 5-0 em casa do Basileia, os ‘red devils’ não tiveram dificuldades em vencer em Moscovo, com ‘bis’ de Lukaku (04 e 27 minutos) e golos de Martial, de grande penalidade aos 19, antes de Mkhitaryan fazer o 4-0 e Kuchaev reduzir já nos descontos.

“Ganhar por 3-0 ao intervalo foi inesperado”, admitiu Mourinho, que realçou o início “difícil e rápido” do encontro, que foi decidido pelas “boas exibições individuais”.

“É uma boa vitória, porque com seis pontos estamos numa boa posição”, apontou o técnico luso.

Mourinho elogiou ainda as exibições de Ander Herrera e Anthony Martial, por “não serem titulares habituais e terem estado muito bem”, bem como a veia goleadora de Romelu Lukaku, que na quarta-feira chegou aos 10 golos em nove jogos.

“É um grande feito, mas só possível com uma boa equipa, que é muito sólida e joga bem. Para o Romelu, são números incríveis, e ele é humildade e quer aprender, melhorar, é ambicioso”, acrescentou.