Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Rui Vitória: "O Svilar quase não tem pêlos na cara, mas tem mãos para isto. Joga já no domingo"

O treinador do Benfica, no final da derrota contra o United de José Mourinho, disse que a desmesurada posse de bola para os ingleses foi consentida e que o guarda-redes Mile Svilar vai continuar na baliza, apesar do erro

Expresso

FRANCISCO LEONG

Partilhar

A forma como a equipa foi para o jogo

"Foi um jogo muito interessante, bem disputado, muito rico taticamente. Abordámos muito bem a partida, dado o valor do adversário. conseguimos controlar a primeira fase de construção, baixando um pouco mais o bloco.

A posse de bola foi consentida, também por mérito do Manchester United, e tentámos sair rápido para o ataque. O jogo foi muito disputado e um pormenor fez a diferença. Perdemos o jogo, mas ganhámos outras coisas que me agradaram de sobremaneira. Estou triste pelo resultado, porque fizemos por merecer mais."

Os miúdos

"O maior elogio que posso fazer é que tomaria as mesmas decisões. Foram em consciência e tiveram belíssimas prestações. Não é fácil, num primeiro jogo com esta intensidade, mas é assim que crescem. Um jogo destes equivale a muitos jogos noutro contexto."

O erro de Svilar

"Não há qualquer problema. É craque. Tem muito que trabalhar, naturalmente, mas vai ser um guarda-redes de grande nível. Joga já no próximo domingo."

É um lance que acontece. Estamos na presença de um rapaz que só há um mês e pouco pode tirar a carta, quase não tem pelos na cara mas tem mãos para isto. Tem qualidade e potencial, dificilmente haverá outro como ele por essa Europa fora."

As três derrotas e as contas na Champions

"É evidente que as coisas estão mais difíceis, mas temos três jogos para disputar. Vamos lutar até à exaustão. Acreditamos sempre naquilo que fazemos. No final fazemos as contas e vemos que competição vamos disputar.

Sobre Mourinho dizer que o Benfica é melhor que CSKA e Basileia

"Temos de provar dentro de campo. Acabámos de ter alguma infelicidade. Tivemos uma noite má em Basileia, mas nos dois outros jogos não foi tudo o que se passou. Não merecíamos aquele resultado com o CSKA, e hoje foi um pormenor a fazer a diferença. Mas agora temos de olhar em frente. Ganhámos algumas coisas, esta equipa vai responder."