Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Rui Vitória: “Ter momentos tristes também faz parte da vida das equipas. Mas há mais vida além disto”

As declarações de Rui Vitória após a derrota contra o CSKA (2-0), que deixou os benfiquistas fora das competições europeias

Expresso

YURI KADOBNOV

Partilhar

Análise do jogo

"Disputámos o jogo como tínhamos de disputar, entrámos a procurar entrar no último terço do adversário e fazer o nosso golo. Acabámos por sofrer um golo que agora pouco importa se é fora de jogo.

Podíamos ter empatado logo a seguir, mas não conseguimos. Depois, um segundo golo que é a atípico, em que a bola aparece na nossa baliza do nada.

O CSKA ficou confortável e acabou por controlar o resto da partida. Na realidade não correu como queríamos, mas pronto, agora já não há nada a fazer. Fizemos os mesmos remates que o CSKA, salvo erro, tivemos mais tempo a bola, mas acabámos por não concretizar aquela bola do Jonas e depois tivemos mais dificuldades porque a equipa contrária se fechou bastante e dificultou."

Balanço da Liga dos Campeões

"Acabou esta fase como começou, de forma um bocadinho atípica. O adversário sem ter um desempenho muito superior ao nosso acaba por ganhar.

Assumimos claramente que não é o valor que temos, em termos europeus, isso não está espelhado na classificação, não correu bem. Comecou logo no primeiro jogo, que merecíamos ter ganhado e não ganhámos. Há vida além da Liga dos Campeões.

Nas últimas duas épocas fizemos boas campanhas, mas agora não fizemos, temos de ficar tristes, não gostamos do que aconteceu, mas queremos ganhar as competições internas."

Atraso na presença na 'flash interview'

"Não demorei, vim quando me disseram para vir, não foi nada diferente. Os jogadores estão conscientes que tínhamos qualidade para fazer melhor. Foi atípico, tivemos quatro penáltis, duas expulsões... Há mais um jogo no domingo. Ter momentos tristes também faz parte da vida das equipas. Mas há mais vida além disto."