Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

O Zorro português, afinal, 'ajudou' Guardiola: “Precisávamos de perder um jogo. Será bom para o clube, para todos nós”

O Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca derrotou o Manchester City, na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Pep Guardiola admitiu que a derrota “magoou”, mas disse que o resultado até pode vir a ser benéfico para a sua equipa, que ainda não tinha perdido esta época

Expresso

Paulo Fonseca e Pep Guardiola

STANISLAS VEDMID/GETTY

Partilhar

Uma derrota passado 28 jogos sem perder não faz mossa. Até ajuda a calibrar o ego da equipa e os olhos dos comentadores, segundo Pep Guardiola.

O Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca derrotou o Manchester City por 2-1, na última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões (e Paulo Fonseca cumpriu uma promessa e vestiu-se de Zorro na conferência de imprensa).

No final do encontro, Guardiola admitiu que a derrota “magoou”, mas disse que o resultado até pode vir a ser benéfico para a sua equipa. “Precisávamos de perder um jogo. Será bom para o clube, para todos nós. As pessoas falam quando ganhas muito e agora podemos esquecer isso. Viemos aqui quando o nosso trabalho estava feito. Tentámos”, disse aos jornalista, de acordo com o “Daily Mail”.

“O futebol tem tudo a ver com a maneira como recuperas nos bons e maus momentos e te manténs estável. Dissemos muitas vezes que não podíamos ganhar sempre, que íamos perder jogos. Hoje [quarta-feira] foi a primeira. Agora, temos de recuperar”, concluiu.

E, domingo, às 16h30 (SportTV3), há dérbi de Manchester: United-City, a contar para a 16ª jornada da Premier League, prova que a equipa de Pep Guardiola lidera com 43 pontos, mais oito do que a equipa de José Mourinho.