Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Em terra de Beatles há uma estrela de rock que esbraceja, salta e grita mas ainda desafina

O FC Porto vai defrontar o Liverpool nos oitavos de final da Liga dos Campeões e se a equipa de Jürgen Klopp já não é o que era na Premier League, nas competições europeias tem mostrado todo o seu poderio ofensivo, avisa o analista Rui Malheiro: soma cinco triunfos e três empates, com 29 golos marcados. Mas a defesa...

Rui Malheiro

Quando a adrenalina de Jürgen Klopp dispara, ninguém o pára. O treinador alemão de 50 anos cumpre a sua terceira época no Liverpool, mas ainda não conseguiu qualquer troféu

Richard Heathcote/ getty

Partilhar

Quando Jürgen Klopp, a 8 de outubro de 2015, foi apresentado como novo técnico do Liverpool, as expetativas dos adeptos dos reds dispararam, após anos sombrios sob o comando técnico de Brendan Rodgers, Kenny Dalglish (em missão de muita alma e sacrifício que rendeu a conquista de uma Taça da Liga, o último troféu ganho pelo clube em 2011/12, exercício que terminou num modesto 8.º lugar) e Roy Hodgson, na sequência de um final depressivo de uma era que chegou a ser de ouro com o espanhol Rafael Benítez.

O último título nacional do Liverpool aconteceu em 1989/90, ainda com Rush, Beardsley, Dalglish (em final de carreira, só realizou uma partida), Grobbelaar, Barnes, McMahon, Whelan, Houghton, Hansen e Nicol como referências, e a derradeira conquista da Taça de Inglaterra remonta ao exercício 2005/06, quando os reds derrotaram o West Ham em Wembley, com Gerrard num registo superlativo, no desempate por pontapés da marca de grande penalidade.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)