Tribuna Expresso

Perfil

Liga Europa

Jesus: "O Fábio pode estar a morrer, mas manda-se e tem coragem. Mesmo cansado, não morre no posto"

O treinador do Sporting elogiou a atitude do lateral esquerdo do Sporting e lembrou como o "problema" de Fredy Montero, que marcou dois golos ao Viktoria Plzen, é existir Bas Dost na mesma equipa

Expresso

NurPhoto

Partilhar

A eliminatória bem lançada

"Como tínhamos lançado antes, era importante ganhar e não sofrer golos. Fizemos as duas coisas. É verdade que poderíamos ter saído daqui, pelo menos, com mais um golo, na segunda parte tivemos duas oportunidades claras. Mas também é verdade que ele, sem tendo oportunidades, nos incomodaram um bocadinho com dois avançados possantes na área.

"Isto não é jogar como se fosse para o campeonato, para os três pontos. A equipa tem de ter uma ideia completamente diferente com, e sem bola. Por vezes, pode irritar os adeptos, mas é assim que se tem de jogar com uma eliminatória a dois jogos: com muita segurança e decisões que não ponham a equipa em risco. A equipa não pensou em marcar golos rapidamente, mas sim quando os podia fazer.

Fizemos um jogo de uma equipa muito segura, com alguma experiência já, que é muito importante para este competição. Vamos para a República Checa não com a eliminatória segura, mas melhores do que quando começámos."

Os amarelos de Coates e William

"Tínhamos seis jogadores em risco e, dos seis, ficámos sem dois. O Mathieu põe o Seba em risco sem necessidade nenhuma e o William não tinha necessidade em abordar o jogo como abordou no cartão que levou. Também temos a desvantagem de termos vindo da Champions e das eliminatórias da Champions, os cartões não limpam, estão a somar, temos mais cartões que os outros. Podia-se propor à UEFA que se limpasse os cartões quando se cai da Champions para a Liga Europa, por exemplo. Tenho de lá voltar para propor isto [risos].

A alma de Fábio Coentrão

"O Fábio tem uma coisa que muitos jogadores não têm: pode estar cansado e a morrer, mas tem energia, tem vontade, manda-se para a luta do jogo com determinação e coragem. Há outros que estão cansados e morrem ali. Este não, mesmo cansado não morre no posto, avança para cima dos adversários com, e sem bola. É o caráter que tem. Acabou o jogo completamente cansado."

Montero e o tipo de avançado que é

"Esta é a posição que ele gosta. É o problema, tens o Bas e o Fredy gosta de ser o jogador mais fixo, mais junto aos centrais. Não é um jogador muito rápido, quando sai para ligar o jogo não tem muita velocidade nem muita agilidade em termos de circulação e posse de bola. Mas, na área, é um jogador frio e finaliza muito bem. Se joga como segundo [avançado] sai longe da área e tem dificuldade em finalizar."