Tribuna Expresso

Perfil

Mercado

Hugo Almeida deixa o AEK de Atenas e fica sem clube

Hugo Almeida está sem clube... e a janela do mercado de transferências para Portugal acaba esta quinta-feira à meia noite

Lusa

Epsilon

Partilhar

O avançado internacional português Hugo Almeida terminou esta quinta-feira a sua ligação ao AEK de Atenas, realçando a experiência positiva vivida no futebol grego, que nunca irá esquecer, refere no seu sítio o clube.

“Quero agradecer a todos pelos momentos que vivi ao longo de um ano no AEK. Não posso dizer que esta seja uma solução que me agrade, mas o futebol é assim mesmo”, refere Hugo Almeida, de 33 anos, emigrado há 11 épocas no futebol europeu.

A direção do AEK de Atenas agradece, numa nota publicada no seu sítio, a dedicação e profissionalismo do jogador português ao serviço do clube, que sempre honrou, desejando-lhe sucesso para prosseguir a sua já longa carreira.

“Resta-me agradecer a todos os meus colegas de equipa, com quem colaborei neste último ano, e em especial aos adeptos, que sempre me apoiaram. Continuo a contar com eles e nunca os esquecerei”, acrescenta o jogador, que na última temporada marcou quatro golos em 27 jogos.

Já esta época, na jornada inaugural, Hugo Almeida apontou o primeiro golo do AEK na vitória sobre o Pannitolikos, por 2-0, na conversão de uma grande penalidade, aos 14 minutos.

“Hugo, amigos para sempre”, escreve ainda na nota publicada no seu sítio o clube grego, que segue na quarta posição do campeonato, com quatro pontos, os mesmos do Giannina (terceiro) e a dois do líder Olympiacos e do Panioninos (segundo).

Hugo Almeida, natural da Figueira da Foz, deu nas vistas nos escalões de formação da Naval 1.º de Maio, após o que representou o FC Porto (2003/07), num período em que foi emprestado, sucessivamente, a União de Leiria, Boavista e Werder Bremen.

Os alemães contrataram o avançado em 2007, e, depois de três épocas de sucesso no Werder Bremen, com 55 golos em 138 jogos, Hugo Almeida rumou ao futebol turco, para representar o Besiktas (2011/14), marcando 47 golos em 108 partidas.

O jogador luso entrou, de seguida, numa fase menos positiva da sua carreira, com passagens, por empréstimo, pelos italianos do Cesena (2014/15) e os russos do Kuban (2015), após o que rumou a Anzhi (2015/16), Hannover (2016) e AEK (2016).

Ao serviço da seleção nacional, Hugo Almeida disputou 57 encontros pela equipa principal, coroados com 19 golos, e 27 pela dos sub-21, ao longo dos quais marcou por 16 vezes.