Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Vanessa Fernandes regressa ao triatlo com um novo sonho. E o pai admite arrependimentos na carreira da filha

Depois de uma paragem prolongada devido a doença, Vanessa Fernandes está de regresso ao triatlo com os olhos postos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. O objetivo? Uma medalha

Lusa

Partilhar

A portuguesa Vanessa Fernandes, medalha de prata nos Jogos Olímpicos Pequim 2008, anunciou hoje, em conferência de imprensa, o regresso ao triatlo, apontando já à presença em Tóquio 2020. "Quero voltar à modalidade onde cresci e onde tive momentos que já mais irei esquecer. Oito anos depois volto inteira, com um sonho que tem um nome: Tóquio 2020", disse.

Após vários anos sem competir no triatlo, a atleta do Benfica não quer, neste momento, estabelecer objetivos para os Jogos Olímpicos de 2020. "Antes de Tóquio vai haver imensa coisa. O objetivo principal é lá estar. Só daqui a dois anos posso afirmar o que posso fazer em Tóquio", afirmou, garantindo que quer voltar à competição em Portugal, na etapa da taça da Europa que decorrerá em Quarteira, no início de abril.

Aos 31 anos, e depois de oito afastada do triatlo, Vanessa Fernandes admitiu que o "salto" para regressar à modalidade na qual alcançou títulos mundiais e europeus, se deu nos Jogos Olímpicos Rio 2016, aos quais foi como suplente da maratona.

"O que me deu mesmo o 'salto' para voltar ao triatlo foi a minha ida aos Jogos [Rio 2016] como suplente. Isso acabou por me colocar as ideias no lugar e fazer assumir o que quero", explicou, considerando que a sua passagem pelo atletismo "foi muito importante".

Vanessa Fernandes, atualmente treinada por Lino Barruncho, assegurou que se sente "equilibrada e com tudo o que é preciso para dar o passo de regressar ao triatlo".

"Sinto-me confiante e com tudo o que é preciso para dar este passo", afirmou, acrescentando: "Parte da minha história não está finalizada, tenho muito mais para dar".

"Se calhar fui o grande responsável por muita coisa, mas fiz tudo sempre a pensar no melhor para a Vanessa"

O pai de Vanessa Fernandes, o antigo ciclista Venceslau Fernandes, considerou que "o triatlo é a modalidade certa" para a filha e garantiu que os objetivos passam por chegar "o mais à frente possível", e que uma medalha nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 pode ser uma realidade.

"Se nada a preocupar, e se não tiver lesões, só por muito azar é que poderá falhar uma medalha em Tóquio, a melhor será a de ouro, vamos ver", disse.

Venceslau Fernandes admitiu que este não será um ano de aprendizagem, "porque a Vanessa já sabe tudo", mas sim de preparação, assegurando: "No próximo ano vamos ter a Vanessa a 100%".

O antigo ciclista reconheceu também que pode ter tido responsabilidades no trajeto desportivo de Vanessa, forçada a fazer uma longa pausa na carreira depois dos Jogos Pequim 2008 para recuperar a saúde.

"Se calhar fui o grande responsável por muita coisa, mas fiz tudo sempre a pensar no melhor para a Vanessa. Estou arrependido de a deixar ter saído [para um centro de estágio] com 14 anos, mas ainda tem mais 10 anos para chegar onde quer, o pai ganhou a Volta a Portugal com 39 anos", afirmou.

Depois da consagração na elite das desportistas mundiais, então com 22 anos, Vanessa Fernandes foi vítima de anorexia nervosa e bulimia.

Depois de vários anos sob comando técnico de Sérgio Santos, então diretor técnico da federação, Vanessa Fernandes anunciou em novembro de 2009 que deixaria o Centro de Alto Rendimento do Jamor e passaria a ser orientada por Paulo Colaço, perito da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto.

A atleta do Benfica voltaria à competição após Londres 2012 em provas de atletismo, sem 'pressão'. Em 2015, experimentou a maratona, prova na qual até conseguiu, à primeira, os mínimos para o Rio 2016.

Muito poucos atletas no mundo ganharam tantas medalhas tão jovens e em tão pouco tempo como Vanessa Fernandes: foi pentacampeã da Europa de elites entre 2004 e 2008, campeã do mundo em 2007 e 'vice' em 2006, recordista de vitórias na Taça do Mundo (20), primeira do 'ranking' de qualificação olímpica e tricampeã europeia sub-23 (2004 a 2006).

No anúncio oficial do regresso à competição, Vanessa Fernandes contou, entre outros, com a presença de vários dirigentes do Benfica, dos presidentes do Comité Olímpico de Portugal e da Federação Portuguesa de Triatlo, e de Nuno Laurentino, em representação do secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo.